Arquivos do Blog

INSTITUTO MURYOKAN – Rádio Karate

Uma entrevista com Hélios Arakaki, 6º Dan de Karate, aluno direto de Juichi Sagara e indutor chefe do Instituto Muryokan, e Andrey Xavier sensei, delegado Regional Espírito Santo pela ISKF, para falar não somente do trabalho de divulgação que Hélio sensei vem fazendo em prol do karate nacional, como também sobre o 2º Seminário Técnico que a ISKF Esepirito Santo realizou no ultimo mês.

Você vai perder essa?

“NOSSOS PATROCINADORES –

– DOJO WEB, A ferramenta que faltava para administrar a sua academia e dojo.     Acesse e ganhe 15 dias GRÁTIS! http://www.dojoweb.com.br

– DOGI TOWAKAI – ELEGÃNCIA, CONFORTO E TRADIÇÃO.

Dogi nos modelos K8 , K10 , K12 e faixas  com excelente costura e caimento seguindo os padrões japoneses.

Condições especiais de frete e atendimento personalizado, com cadastro de professores e distribuidores.

FACEBOOK – ww.facebook.com/kimonostowakai/

INSTAGRAM –  @kimonostowakai

SITE – http://www.kimonostowakai.lojaintegrada.com.br/

Central de dúvidas e vendas: 86 998209407

NOSSO SITE – www .pintokaratedojo.com

ANUNCIE CONOSCO – contatoradiokarate@pintokaratedojo.com

GRUPO NO WAHTSAPP – https://goo.gl/19gvs6

 

 

BAIXE O AUDIO E OUÇA NO SEU SMARTPHONE

Baixar podcast

I GASSHUKU INTERNACIONAL SHINJIGENKAN INSTITUTE

Gashukku Internacional com Guy Sahri sensei

SENSEI GUY SAHRI

Aconteceu neste final de semana, de 27 a 29 de julho, o I Gasshuku Internacional de Karate-Do na ESEF UFRGS. O evento começou às 9h de sexta e encerrou às 13h de domingo, e teve apoio da Federação de Karate Shotokan do Rio Grande do Sul, Fedération Française de Karaté et Disciplinés Associées, Ministério do Esporte da França, INSEP, Comitê Olímpico Francês, Centro de Estudos Olímpicos da UFRGS e realização do Shinjigenkan Institute Brazil e Escola de Educação Física da UFRGS., com a presença do professor Guy Mehdi Sahri, 5º Dan, da FFKDA.

As atividades começaram na sexta feira, dia 27, na Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ESEF-UFRGS). Os participantes foram recebidos no ginásio de lutas e ginástica artística da Universidade, onde praticaram Taijiquan, ministrado pelo sensei Tiago Frosi, presidente do Shinjigenkan, e depois entraram no trabalho do Karate propriamente dito. A manhã teve como tema um trabalho de base preparatório para o treino de “Go no Sen” desenvolvido à tarde pelo sensei Guy Sahri. Houve ainda a prática de Chi Kung e Shinshin Toitsu (yoga japonesa), conduzida por Tiago Frosi sensei, e exercícios pliométricos com step para preparação física ao Kumite, ministrados por Guy Sahri sensei.

SHINJIGENKAN INSTITUTE

No dia 28, o evento aconteceu na Sociedade Ginástica Porto Alegre (SOGIPA), um dos maiores clubes da cidade, no Dojo João Derly (que abriga também os treinamentos de vários atletas da seleção brasileira de Judô). Pela manhã, os participantes seguiram no trabalho com Sahri sensei, praticando os fundamentos e técnicas de “Sen no Sen” e à tarde foi desenvolvida uma longa e marcante prática meditativa coordenada pelo sensei Tiago Frosi, após a significativa palestra de Guy Sahri sensei sobre o Shu-Ha-Ri. As atividades foram seguidas pela produção de mandalas pelos participantes.

I GASSHUKU INTERNACIONAL SHINJIGENKAN INSTITUTE

I GASSHUKU INTERNACIONAL

Finalizando a jornada de três dias, os participantes tiveram a oportunidade de praticar o “Jiyu Kumite” após a compreensão do Go no Sen e Sen no Sen, além da abertura de percepção proporcionada pelo trabalho energético e meditativo, experimentando a possibilidade de lutar de forma mais criativa. Para aqueles que acompanharam o trabalho pelos três dias, foi a oportunidade de conhecer uma proposta integral para o treinamento do Karate-Do, onde se buscou estimular os diferentes aspectos do humano.

Parabéns a todos e um agradecimento especial pela valorosa contribuição do sensei Guy Sahri ao nosso Karate gaúcho. Esse trabalho será de grande valia para nós praticantes e esperamos tê-lo mais vezes aqui conosco.

Tiago Frosi

Mestrando – Programa de Pós Graduação em Ciência do Movimento Humano UFRGS
Bacharel em Educação Física (UFRGS)
World Karate Federation – Karate Trainer – BRAV0039
Japan Karate Shotorenmei member 353-2012

PLANETA GLOBALIZADO, KARATE GLOBALIZADO!

Encontro internacional na Mushikan

Carlos Rocha sensei e Oliver senpai

Na última competição que participei, o campeonato interestadual , encontrei um amigo e antigo  parceiro de treino que já há algum tempo  não o  via. O querido “gringo”  Oliver  Witte, alemão mas que já há um tempo mora no Japão.  Oliver pode ser considerado meu senpai no Mikatabara dojo, porém, quando comecei os treinos  em 2006 , “Oriba san”, como é chamado pelos nossos amigos japoneses, tinha ido residir em Tokyo por conta de seu trabalho, passando a  treinar em nosso dojo  somente nas visitas que fazia à família de sua esposa ( japonesa) em nossa cidade.

Encontrar o “Oriba ” no dojo era sinônimo de porrada felicidade, sabíamos que o treino seria bem parecido com o do meu antigo dojo brasileiro, velocidade média mas pancada forte, sem falar no intercâmbio.  No período em que esteve morando em Tokyo,  Oliver san foi aluno  de Naka Tatsuya sensei e ainda tinha como parceiros de treino Heselton sensei, Inokoshi sensei e outros feras da JKA Tokyo.

Carlos Rocha sensei Oliver senpai  e Marcio Snato senpai

Marcio Santos, Carlos Rocha sensei e Oliver Witte

Nesse  nosso encontro, ele me falou da sua viagem programada à São Paulo por motivos de  trabalho  e queria que lhe indicasse  um dojo  brasileiro, pois queria conhecer o nosso karate.   Dois nomes me vieram à cabeça, Roberto Sant’anna  ( INSTITUTO JKA BRASIL)  e Carlos Rocha/Pedro Campana sensei (MUSHIKAN DOJO). Decidi indicar a Mushikan já que era na capital e  o meu amigo não teria como ir à Ribeirão Preto  onde fica o Dojo de Roberto sensei , o que foi uma pena, mas quem sabe na próxima.

Uma dica que dou para vocês que indicam algum dojo para os amigos visitarem é :  Diga-os para terem cuidado! Hehehe

Foi o que disse ao  meu  senpai, já que ele não tinha muita experiência com o karate do Brasil , as poucas que teve foi com o Pinto san aqui.  Nunca treinei no Mushikan ( ainda) mas conhecia o dojo através dos relatos de treino de Roberto sensei ( kohai de Carlos Rocha sensei na época dos treinos com Okuda sensei) e de outros karateka’s que visitaram o Mushikan dojo.

Alemão Oliver do mikatabara dojo , aluno tambpem de Naka tatsuya sensei

Oliver san e amigo no Honbu³ Dojo JKA - Tokyo

No email que recebi de Oliver san (não falo alemão e nem ele fala português, só resta o japonês mesmo), ele falou que por conta dos demais compromissos só pode treinar um dia, mas que gostou da experiência e como eu tinha avisado ele se precaveu  no Yakusoku¹ Kumite , o braço do pessoal é pesado! Diferente dos japoneses que presam a velocidade e o fundamento, nós presamos o kime e o kihon², então  se deixar o braço mole na defesa, vai ficar sem nariz… ( By Renato Dantas sensei)

Mas tudo ocorreu nos conformes, pois independente  de onde  você for treinar , se for karate de verdade, o Budo e Reigi sempre serão respeitados.  E se caso não forem, desconfie desse “suposto dojo”.

Quero agradecer à Carlos rocha sensei e a Pedro Campana sensei por terem acolhido meu senpai Oliver san  e por mais esta consideração  à mim, mais uma prova de que a internet é uma excelente ferramenta na vida de nós karateka’s, pois ela além de ter deixado o planeta menor, nos trouxe a oportunidade de criar e cultivar amizades como estas que não só enriquecem nosso quadro de amigos como também ajuda no desenvolvimento do nosso karate. Pedro sensei  já é um credor antigo, me ofereceu apoio há alguns anos atrás em um momento de dificuldade que tive, o problema é que  ainda não consegui paga-ló! Paciência sensei, hehehe.

Um abraço para todos  da Mushikan  e estou esperando o Oliver san para um treinamento á moda brasileira. OSS!

Oliver Witte  entre os oito melhores na competição estadual 2011 da província de Aichi.

____________________________________________________

Muitos karateka’s que acessam o blog tem  pedido para ajudar no vocabulário do karate, com as pronúncias corretas. Lembrando que a pronúncia que vou mostrar a partir de agora nos meus  textos e dos colunistas deste blog, são de acordo com a região que moro no Japão, pois é sabido que em toda cultura e idioma existem variações na pronúncia de algumas palavras.  Será usado o português do Brasil para a escrita fonética das mesmas.

¹IACUSÔCU- Promessa, compromisso, palavra ; ²QUIRRON- Fundamento  ; ³ROMBU(“Ro” com a mesma pronúncia de roda,roupa) -Sede, quartel general.
%d blogueiros gostam disto: