A INTERVENÇÃO E AS MUDANÇAS NO KARATE DO RJ

Texto escrito por Joil Pimentel Dias – Vice-Presidente da FKERJ

Muitos me perguntam sobre o que está ocorrendo de fato no Rio de Janeiro, entre a FKERJ e a CBK.
A verdade dos fatos eu tenho, mas a motivação real acho que nunca saberei, mas tentarei aqui resumir um pouco da história, sem esconder os fatos.
A CBK fez uma intervenção na FKERJ por ter recebido denúncias do antigo Diretor Financeiro da FKERJ, o Sr. Celso Cunha.
Celso Cunha acusava a administração do Prof. Juarez e do Moacir Varella, de estarem se utilizando do dinheiro da FKERJ em benefício próprio.
O sr. Luiz Carlos, presidente da FKERJ assumiu o posto de interventor para fins de verificar a denúncia feita, afastando todos os membros da FKERJ e se instalando em um escritório na Barra da Tijuca para ser a sede da FKERJ e da Intervenção, tomando posse de tudo da FKERJ, sede, documentos, tudo.
Ele, juntamente com seu assessor Jorge começaram a ampliar seus braços, que não mais se limitavam a verificar as contas e os gastos da FKERJ, mas começou a anistiar sócios e associações, a promover campeonatos, exames de faixa, enfim, se instalaram e se movimentaram como se fossem eles, os dois, a própria administração executiva e financeira da FKERJ, tomando decisões a revelia dos demais associados da FKERJ, extrapolando suas funções de interventor, que era tão somente a de verificar se estava havendo desvio de dinheiro da FKERJ.
Com essas atitudes, a intervenção que até um certo momento foi bem vinda, começou a incomodar os membros da FKERJ, haja vista, que extrapolou suas funções e nunca encerrava sua atividade, permanecendo absoluta na FKERJ durante um ano e quatro meses.
A intervenção, Luiz Carlos e Jorge, verificaram que havia uma discrepância de setenta e poucos mil reais não comprovados, ou seja, houve o gasto, mas as notas apresentadas pelos antigos administradores não batiam com o valor gasto, imputando ao Manoel e Juarez a responsabilidade dessa dívida.
Em uma reunião conturbada as contas da FKERJ foram aprovadas com a ressalva de que a dívida deveria ser paga pelos acusados, inclusive eles assumiram a dívida, ficando de demonstrar 60 dias depois que os cálculos apontados pela intervenção estavam errados. Essa comprovação de contradita nunca foi feita e também nunca foi motivada pela intervenção que fosse feita, passando sem solução até os dias de hoje, o que ainda deverá ser revisto pela FKERJ.
Os interventores não gostaram da postura da assembleia que tentou resolver de forma caseira o seu problema, já que, se as contas não fossem aprovadas da forma como foi, o interventor já promoveria a desfiliação da FKERJ e sabendo disso, a assembleia aprovou as contas, mas responsabilizando os administradores pela dívida.
Insatisfeito com o primeiro desfecho, o senhor Luiz Carlos marca uma nova assembleia, agora com o tema prestação de contas da intervenção e desfiliação da FKERJ.
Coloca um PowerPoint na tela com uma tabela onde demonstra entradas e saídas de valores, com inscrições de gastos e finaliza a sua prestação de contas. Nesse momento sua prestação de contas foi questionada e não foi aprovada, pois sua prestação de contas era totalmente imprestável. Primeiro porque não passou pelo crivo de nenhuma comissão da FKERJ; segundo porque não juntou nenhuma nota fiscal do alegado na tela. Enfim uma prestação de contas que não presta contas de nada, apenas conta uma história sem documento para provar o alegado. Frisa-se que a intervenção ficou um ano e quatro meses dentro da FKERJ promovendo campeonatos e exames de faixas pretas, muitos exames, ou seja, teve uma arrecadação expressiva no nosso Estado.
Após a fracassada tentativa de prestação de contas a intervenção passou a tratar da desfiliação da FKERJ, agora com uma nova argumentação. O motivo inicial para a desfiliação que seria a má administração de Juarez e Manoel Varella, muda, e passa a ser agora uma suposta dívida vista por eles que a FKERJ possui com a CBK. Segundo eles, a FKERJ teria deixado de repassar valores de exames de faixas pretas para a CBK nos anos anteriores a 2014, mas deixa de apresentar os valores da dívida e possíveis cobranças feitas anteriormente em razão dessa dívida, o que poderia ser motivo de desfiliação, CASO A FKERJ SE NEGASSE A PAGAR TAL DÍVIDA NO PRAZO MÁXIMO DE 30 DIAS, é o que diz o estatuto da CBK. A intervenção não sabia o valor da dívida, nunca cobrou nada da FKERJ e não tem como provar que a FKERJ em algum momento deixou de pagar algo que era devido a ela. Mais que isso, isso não é motivo para desfiliar a FKERJ, dívida se negocia e não se extingue uma instituição por esse motivo. Aberta a votação de desfiliação todos os membros da FKERJ presentes, por unanimidade, votaram pela NÃO desfiliação.
Diante dessa realidade os membros da Intervenção se retiraram da Assembleia, dizendo que iriam prestar contas do dinheiro da FKERJ na CBK e foram embora, levando todo o dinheiro da FKERJ, dinheiro que até o momento ainda não nos devolveram. Um mês depois, no Rio Grande do Norte, a intervenção mostrou em uma reunião com membros de todas as federações, menos representantes do RJ, a mesma planilha que mostrou no RJ como sendo a tal prestação de contas, que não presta contas de nada.
Se a prestação de contas do RJ, da FKERJ, teve que ser demonstrada nota fiscal por nota fiscal, porque a prestação de contas da CBK é por planilha em PowerPoint? É isso que queremos saber, por isso fomos a Justiça mover uma ação em face do Sr. Luiz Carlos (Processo No 0008858-72.2020.8.19.0209), para que ele preste contas de todo o dinheiro que ele levou do RJ, que é da FKERJ, não dele e muito menos da CBK.
Irritado com o posicionamento dos membros da FKERJ e apoiado por dissidentes desta casa, o Sr. Luiz Carlos começa uma luta para desqualificar a FKERJ, culminando com um documento de desfiliação, antes mesmo da abertura de qualquer processo legal para essa finalidade, ou seja, mais uma vez cometendo um ato ilegal e arbitrário, não bastando apenas levar o dinheiro da FKERJ, agora a desfilia no peito.
Essa segunda ação nos levou, mais uma vez, até o Judiciário para demonstrar tal ilegalidade e pedir ao Judiciário que restabeleça a ordem legal do direito, ou seja, trazendo novamente a FKERJ para a CBK para que tudo possa ser discutido dentro dos trâmites legais (Processo No 0201308-84.2020.8.19.0001).
Os processos estão em curso e a FKERJ, por meio de seu departamento jurídico, vem trabalhando incansavelmente, com a ajuda de alguns nobres colegas karatecas, para que a justiça se restabeleça e acreditamos que tudo se resolverá.
Já a CBK, por intermédio de seu presidente, continua na sua cruzada na tentativa de desmoralizar a FKERJ, entidade que criou a CBK, para colocar no poder do Karate do Estado do Rio de Janeiro pessoas de sua confiança, para ter o controle total do RJ, visto que não conseguiu os seus intuitos com os associados da FKERJ.
É preciso deixar bem claro que nós da FKERJ não temos nada conta a entidade CBK, a qual respeitamos e lutaremos para que ela seja respeitada. Isso tanto é verdade que fomos a Brasília pedir a inclusão do Karate nos JEBs e fomos recebidos e atendidos e hoje a CBK participa da organização dos JEBs de 2021, por nossa iniciativa, apesar de estarmos desfiliados.
A nossa luta não é contra a CBK, mas sim contra os malfeitos do Sr. Luiz Carlos e suas arbitrariedades, que nos prejudicou e vem prejudicando professores e atletas do Estado.
A nossa administração assumiu a FKERJ em 11 de outubro de 2020, e desde a data que assumimos só estamos lidando com os problemas herdados, sendo massacrados pelas investidas de dirigentes da CBK, que não saem do RJ, buscando documentos e aliciando pessoas, tudo para tentar manter acesa as mentiras e as farsas que assumiram e que agora procuram provar. Sabemos que após a tempestade virá a bonança, mas o que foi feito, os prejuízos causados, jamais serão corrigidos e serão devidamente cobrados no momento oportuno.
Nessa cruzada descobrimos que existem no mundo do Karate muito mais interesses do que o simples desenvolvimento do Karate e de seus praticantes. Que pessoas que deveriam defende-lo e honrá-lo o tratam como meio de vida, se promovendo sem medir esforços e pisando em quem quer que seja, com o lindo discurso do respeito, do Budo, do Bushido, do Do, seja o nome que queiram dar, mas, com certeza posso afirmar, que não rezam nessa cartilha.
O que a FKERJ quer é continuar a sua caminhada. Corrigir os erros existentes como ocorre em qualquer instituição. Não se destrói uma instituição porque uns de seus membros agiram de forma errada, mas se conserta e se continua o trabalho.
Esse é apenas um breve relato dos bastidores desse empasse FKERJ vs CBK, mas é certo que ainda teremos muitos capítulos dessa novela.


Rio de Janeiro, 25 de janeiro de 2021
Joil Pimentel Dias
Faixa Preta de Karate 6º Dan FKERJ/CBK
Professor – Licenciatura Plena em Educação Física
Especialista em Docência Superior e Treinamento Desportivo
Mestre em Ciências da Educação
Servidor Público Federal Aposentado pelo Colégio Pedro II
Advogado
Responsável pela Seishin Karate-Do Kyokai
Vice-Presidente da Federação de Karate do Estado do Rio de Janeiro

A equipe do site Pinto Karate Dojo deixa registrado aqui que deixamos o espaço aberto para a outra parte dar a sua versão.

Ossu!

Um comentário sobre “A INTERVENÇÃO E AS MUDANÇAS NO KARATE DO RJ

  1. Tenho uma pergunta eu li um comentário que CBk estava em um evento,dá interistilos que agora eles são representante oficial do karatê no Rio de Janeiro. Sou faixa preta 4dan. Estou afastado do karatê. Mais estou querendo.volta só que pergunto se à academia é filiada eles diz que são filiada na representante do karatê no Rio de Janeiro. Eu era o diretor técnico dá Bassai. OSS!!!.

    Curtir

Deixe uma resposta para Luiz Mário eleto Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s