O LUGAR MAIS ALTO NO PÓDIO

Rodrigo RojasRODRIGO ROJAS CAMPEÃO MUNDIAL DE KARATE JKA
O tradicional torneio de karate, Gichin Funakoshi Cup, mais conhecido por Campeonato Mundial da JKA, teve sua 14º edição nesse ultimo fim de semana, entre os dias 14 a 20 de Agosto, no Campus da Universidade de Limerik na Irlanda.
Mais de 50 Países representados por suas delegações compostas, em tese, pelos melhores atletas de cada nação por que em alguns casos era fácil perceber que alguns “atletas” não estavam preparados para estar em um mundial deste nível, ou de qualquer outro.
O Brasil também teve como seus representantes atletas veteranos como Jayme Sandall, Fábio Simões, Bernardo Barreto e novatos como a Baiana Martina Reis. Dentre estes, destaque para o atleta Bernardo, que mesmo ficando entre os oito melhores de sua categoria, mostrou um karate de nível alto conseguindo um Ippon com um belo mawashi geri jodan. Destaque também a equipe Brasileira de kumite que ficaram em quarto lugar. Parabéns a vocês e a todos os atletas da seleção brasileira!
Quem vem acompanhando as edições da Funakoshi Cup, já percebeu que o evento confirma a hegemonia japonesa. Não é raro ter todos os degraus do pódio ocupado por eles e quase sempre ao menos um dos degraus de todas as categorias tem participação japonesa. É como se o evento fosse um laboratório de testes para eles.

Apesar de opiniões divergentes sobre o assunto, alguns dizem que o nível técnico do karate japonês é superior aos demais, outros argumentam que a arbitragem é um dos adversários que os atletas não japoneses devem enfrentar além da seleção japonesa, e até mesmo árbitros não japoneses tem dificuldade de manter a imparcialidade perante o Japão. Particularmente, acredito e aceito as duas concepções, mas com uma ressalva sobre o primeiro. É inegável que existem muitos atletas não japoneses superiores aos “NihonJin¹”!. No passado era visível a diferença técnica.

Hoje, apesar de existir, ela é quase imperceptível. Sobre a arbitragem, eu mesmo tive o desprazer de ver erros grotescos no ultimo mundial em Tokyo², cometido por árbitros que nem de longe pareciam asiáticos, mas que aparentemente adoravam replicar os trejeitos dos japoneses.
No entanto isso tudo pode estar chegando ao fim. Graças a um chileno que já vinha brilhando nos eventos anteriores junto com sua equipe, aliás, o Chile vem se tornando uma força a se temer, um marco vem sendo criado na história dos mundiais da Japan Karate Association e essa saga hegemônica pode estar caminhando para um fim.
Rodrigo Rojas Macchiavello, karateka de excelente nível e veterano, chegou ao lugar mais alto do pódio, mostrando a superioridade que eu comentei no início e deixando 3 japoneses no patamar a baixo do seu. Em uma final tensa contra Okada Yasunori com poucos golpes mas muito zanshin³ mostrou que não somente japoneses são conhecedores do karate.

Assista a luta

É claro que nós da geração anterior, acostumados a assistir lutas consagradas como Le Grand contra Kokubun, Chinzo Machida versus Ogata, não estamos acostumados a essa nova geração do karate JKA que vem sofrendo forte influência do karate esportivo devido as competições da Federação Japonesa de karate – entidade representante da World Karate Federation ( WKF) no Japão – onde mais e mais karatekas das escolas mais tradicionais vem aderindo as competições organizadas por ela. Sendo assim, é notório um outro perfil de luta devido a vários fatores dentre eles a forma de pontuação e duração de luta que deixa o embate mais dinâmico.
Isso é que me deixa ainda mais fascinado por essa luta final entre Rojas e Okada, pois ambos são também atletas que participam do karate esportivo, e chegando até mesmo a fazer parte do Ranking da WKF. O comportamento de ambos numa luta Shobu Ippon é bem diferente de quando estão lutando pelas regras da WKF, mostrando a versatilidade dos atletas.
A vitória de Rojas sobre Okuda quebrou a tradicional hegemonia dos japoneses na categoria Kumite Masculino adulto na Gichin Funakoshi Cup, mostrando que o mundo já possui atletas e karate no mesmo nível dos japoneses que outrora foram destaque. Acredito que podemos estar sendo espectadores do início de uma nova era para o karate no mundo.
Viva el Chile!

– Resultado geral da competição

Daniel Pinto

____________

1-Nihonjin (Nirrondjin) japonese; 2 – Tokyo (Tóquio) – Capital japonesa transcrita usando a norma do sistema hepburn usado pelo nosso site; Zanshin ( Zanxin) – Estado de alerta usado nas artes marciais japonesas

Sobre Pinto San

Estudante de karate há quase 20 anos, amante da cultura japonesa desde os 8 anos de idade e viciado em lámem. Casado com Priscilla Pinto ( filha de japonês), decidimos vir para o Japão pra levantar uma grana trabalhando nas terríveis fábricas japonesas, e treinar muito karate. Treino em um pequeno Dojo no interior do Japão, mas todos os anos em embarco em aventuras pelo país/ilha, procurando os melhores dojo de shotokan para aprender mais karate. Meu objetivo é simples, ser o melhor karateka do mundo! Claro que isso é impossível, mas no fim das contas o mais importante mesmo é a jornada.

Publicado em 25/08/2017, em KARATE NEWS, Notícias. Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Felipe Andrade

    gostei nao.

    Curtir

  2. Clóvis ravagnani

    Belo texto…ou…quem sabe…a JKA mudou o foco e não mais consegue formar atletas como os de gerações passadas…

    Curtir

  3. Acredito que em competições desse nível, e ainda competindo contra os japoneses os atletas precisam sim superar a influência dos árbitros. No caso da luta do chileno, achei interessante como o domínio de elementos básicos do karatê fizeram a diferença no resultado final, além de seu estilo menos estático em comparação com o atleta japonês.

    Curtir

  4. eduardo antonio da silva

    oss isso mostra a evolução do karatê em outros países

    Curtir

Deixe sua opinião por favor. Oss!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: