KIMONO DE KARATE?

Sim meu caro karateka, depois de muito tempo decidi escrever para o blog. Deixar um pouco de lado os Vidocast e podcast, e trazer para você a velha e boa leitura, retornando às origens do nosso blog.

E para deixar este texto ainda mais preso às origens , hoje eu irei falar sobre uma coisa que me incomoda muito dentro do karate, e acredito que deixa muitos de vocês confusos.
Finalmente, o certo é DOGI, KARATEGi ou KIMONO?

Não consegui fontes que me mostrassem onde começou o erro de tradução do nosso uniforme de treino, talvez tenha sido um problema de comunicação, já que o karate chegou ao Brasil por volta da década de 40 do século passado, e apesar da imigração japonesa para o nosso país tenha sido iniciado no começo do século 20 ( Navio kasaku Maru atracou no porto de Santos em 1908), houveram varias restrições ao uso da língua japonesa durante a Segunda Grande Guerra.

Para quem não sabe, escolas japonesas que haviam nas colônias espalhadas pelo Brasil, foram fechadas, tiveram seus materias queimados e seus professores detidos. Por um período, foi proibido o uso da língua japonesa dentro do território nacional.
Isso poderia ser um dos motivos para que várias traduções e erros tivessem acontecido e se perpetuado até hoje.

Mas é para isso que nosso blog existe! Apontar o dedo, dismistificar e falar mal da picaretagem alheia. Hehehe

Antes de mais nada, iremos usar o sistema hepburn de romanização, um dos mais usados para transcrever palavras da língua japonesa para a língua portuguesa. Dito isso , vamos lá!

Funakoshi sensei teve que seguir algumas normas para que a recém arte de defesa pessoal* de Okinawa, fosse aceita pela Dai Nippon Butotukai e assim se tornar uma Kakutougi (格闘技 – Arte Marcial Japonesa).   Entre as normas e exigências, havia a necessidade de adotar um fardamento de treino, conhecido como DOGI (道衣).

Funakoshi sensei

Funakoshi sensei

Como muitos já sabem, Funakoshi sensei pegou emprestado o uniforme de treino do Judo, já que na época se adequava bem para os treinos de karate. Com o passar dos anos, algumas adaptações foram feitas, diferenciando o atual uniforme do de judo.

Agora você deve estar pensando: Então o nome certo é Dogi!
Calma, vamos chegar lá.
Antes de mais nada, a pronúncia correta é DÔUGÍ. Isso mesmo, tendo o a letra O com o acento circunflexo, sendo estendida brevemente com a letra U, e finalizando a palavra com a letra I acentuada.  Para ficar mais fácil de entender, vai aqui a pronuncia em áudio.

A palavra Dogi, quando se refere ao uniforme de treino, tem duas formas de escrita:

Dogi -(道衣) sendo o kanji Do (道) traduzido como caminho, e Gi (衣) traduzido como uniforme.

A segunda forma é bem parecida, Dou (道) como Caminho, e Gi (着) do verbo Kiru (着る), que significa VESTIR.

Ambas as escritas são usadas para se referir ao nosso uniforme de treino.

Ainda existe uma terceira forma de escrita , que alguns usam para se referir a parte de cima do uniforme do kyudo , a arte do arco e flecha japones. Essa forma usa o kanji DO (胴) de Torso ( parte superior do corpo), juntamente com os outros kanji já citados antes:

胴衣e 胴着 ( ambas se pronunciam DOGI), que pode ser traduzido como jaqueta, mas de uma forma genérica.

Dogi ( no caso do uniforme de treino) , pode ser traduzido como “uniforme do caminho”, que usamos para praticar o caminho”DO”, ou “vestir o caminho”, numa forma mais romantizada, ideal para os amantes da filosofia. Por que não, né…

 Uma coisa que deve ficar clara é que DOGI, é uma forma genérica para os uniformes de treino de artes marciais japonesas, sendo muito usada nos dojo de karate. Mas KARATEGI, é o mais correto , por ser mais especifico.

Como vimos antes, GI(着/衣) é a palavra para uniforme, e usada juntamente com a palavra karate, temos o uniforme de karate ( KARATEGI), a vestimenta que usamos para treinar.
Essa forma também é usada para outras kakutougi (A.M Japonesas), como:
Judo – judogi – 柔道着 ou 柔道衣

Aikido – Aikidogi – 合気道着 ou 合気道衣

Jodo – jodogi – 杖道衣

Kimono Tradicional Japones

Kimono Tradicional Japonês

O Gi  ainda é usado em outras áreas, para se referir à uniformes de trabalho , escolas, academias e outros.

Agora a grande revelação. Usar a palavra KIMONO (着物), para se referir ao uniforme de treino de qualquer arte marcial japonesa, está errado! Kimono é uma  vestimenta japonesa, também usado para se referir às vestimentas de gala, usadas em cerimônias especiais como casamentos, formaturas, comemorações da maior idade, etc.  E acredite, é quase impossível treinar qualquer modalidade esportiva, usando kimono de gala.

Parece ser uma coisa sem muita importância tudo isso que eu falei aqui, e eu pensava da mesma forma.  Mas imagine se um dia você consegue aquela oportunidade de vir ao Japão , para fazer aquele tão sonhado turismo de treinamento, e minutos antes de começar a aula, você pergunte para um dos alunos ou até mesmo para o sensei ( japonês), onde fica o vestiário para você vestir seu KIMONO…

Infelizmente a moda “kimono de karate” pegou no Brasil, e hoje a maioria dos karateka a usam para se referir ao nosso karategi, assim como também fabricantes e lojas de material esportivo. Afinal, eles tem que vender o produto, e para isso,  tem que usar  o “nome popular.” Mas ainda tenho esperança que um dia isso se resolva.

Acho que essa seria uma boa oportunidade de lançar uma serie de textos falando sobre pronúncias e erros comuns, que ao longo do tempo, apareceram dentro dos dojo ocidentais, muitas vezes pela dificuldade do idioma japonês e outras vezes pela nossa falta de interesse.

Então ,até a próxima postagem, e por favor não esqueçam de comentar e compartilhar, isso nos ajuda muito.
Oss!

——————————————————————————————————————————————————————————————
FONTES – Dicionário Imi Wa (App para iOS7); Sistema Hepburn em Wikipédia; Dicionário Japonês-Português Romanizado (1ª Edição/22ªimpressão revisada e melhorada- 2003);Livro -Corações sujos ( Fernando Moraes); Yami no Ichinichi – O Crime que abalou a Colônia Japonesa no Brasil (Documentário).
* O autor acredita que o Karate é melhor definido como arte de defesa pessoal, devido à carga histórica que acompanha a arte de Okinawa.

 Se você estia procurando um Karategi nacional, com  qualidade internacional, seus problemas acabaram!
Acesse  e confira

Anúncios

Sobre Pinto San

Estudante de karate há quase 20 anos, amante da cultura japonesa desde os 8 anos de idade e viciado em lámem. Casado com Priscilla Pinto ( filha de japonês), decidimos vir para o Japão pra levantar uma grana trabalhando nas terríveis fábricas japonesas, e treinar muito karate. Treino em um pequeno Dojo no interior do Japão, mas todos os anos em embarco em aventuras pelo país/ilha, procurando os melhores dojo de shotokan para aprender mais karate. Meu objetivo é simples, ser o melhor karateka do mundo! Claro que isso é impossível, mas no fim das contas o mais importante mesmo é a jornada.

Publicado em 06/03/2014, em Nossos Colunistas, Pinto San e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 35 Comentários.

  1. Osss, parabén sensei, mais uma vez tirando nossas dúvidas, Agora veio uma dúvida e o Hakama? (desculpe se escrevi errado) onde como fica ele dentro do karatê. Oss.

    Curtir

    • Uma roupa de gala, como o kimono. Também usada em ocasiões especiais ou tarefas especiais , como por exemplo os monge ou pessoas que tomam conta ddas tarefas dos templos japoneses.

      Curtir

      • Desculpa Pinto… mas não dá pra misturar. O Karate é de Okinawa, onde não se usa e nunca se usou Hakama, pois foram anexados ao Japão definitivamente no século XVII, mas lá não existiam samurais.
        Hakama era a roupa padrão dos Samurais, e as calças usadas hj nas artes marciais uma roupa de trabalho das classes inferiores. Okinawa já era mais comum, pois a vestimenta era mais parecida com Coréia e China.
        O Hakama só apareceu no Karate no século XX quando foi levado ao Japão e iniciou a padronização dele como Budo. Assim como foi adotada a roupa parecida com Judô.
        Inclusive, mesmo em algumas artes marciais o Hakama foi abolido a partir da 2 Guerra Mundial, por causa da necessidade de tecido de maior qualidade dos Hakamas para fazer pára-quedas. Algumas dessas modalidades continuaram sem usar Hakama depois disso, outras mais tradicionais voltaram a usar a roupa básica dos samurais.
        Mesmo resumindo assim.. Tem muito mais coisa envolvida.

        Curtir

      • Miaturar?
        Não entendi sua resposta ao meu comentário.

        Curtir

      • Hakama primeiro não era roupa de gala. E como citei… Karate não é de origem japonesa, nasceu em um local que só é Japão há 400 anos, e só teve alguma influência distante de samurais do Japão (Satsuma) por 200 anos. Na prática o Hakama só entrou no Karate há uns 100 anos, quando o Karate passou a se adaptar para ser reconhecido como Budo em todo o Japão. Não dá para misturar as roupas usadas no Karate com roupa tradicional japonesa. A roupa usada no Karate, Judô, Aikido e outros são “uniforme de ginástica” para prática de Budo. Mas como colocou nesse post de maneira brilhante… é MUITO importante saber muito bem as diferenças! Eu tinha o hábito de chamar Keikogi de Gi… até que um dia meu sensei do Japão me corrigiu de maneira bem dura. Também vejo no geral pouca gente que sabe o ângulo para cumprimentos, ou posição correta das mãos para cada tipo de cumprimento. Etiqueta básica para não “pagar mico” especialmente com japoneses. E vivendo aí deve ter experimentado mais do q eu que qdo fazemos correto eles ficam impressionados, pois muitas vezes eles erram. Vale muitos pontos e pode abrir portas importantes.

        Curtir

      • Não tem no texto que o karate é arte original do japão. Me referia ao contexto atual quandk falei que hakama é roupa de gala. Se vc tem um sensei do Japão, acredito que vc tenha morado ou ainda mora no Japão, logo sabe que kimono e hakama são usados como roupa de gala como falei no texto. Tal como sei sensei, eu tb não gosto da ideia de chamar o keikogi ou dogi de GI, além de ficar vago, tira um pouco da ideia do significado do keiko e do Do.
        E brigadão pela contribuição.
        Oss!

        Curtir

  2. antonio sergio gomes de oliveira

    OSS. ESSE TIPO DE MATÉRIA É DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA NÓS KARATEKAS, PRINCIPALMENTE NÓS DO INTERIOR. E JÁ PARA COMPLICAR GOSTARIA DE SABER QUAL É A ESCRITA E A PRONUNCIA CORRETA PARA O NOSSO CUMPRIMENTO. OSS OU OSU?. FORTE ABRAÇO.

    Curtir

  3. Ótimo texto, com a explicação q eu procurava do pq ser errado chamar kimono nosso karategi. Seria mt bom vc mostrar mais desses erros viciosos adotados em alguns dojos, como: SOKUTO FUMI KOMI GERI usado como SOKUTO KOMI PISON!

    Curtir

  4. Cultura é sempre bem vinda !

    Curtir

  5. Lauro Couiti Inagaki Filho

    E porque o “dogi” tem este formato ? E por quê deve ser branco ? Ouvi falar que se tratava da roupa usada por baixo das armaduras dos antigos samurais, e deveria ser branca por significar a pureza e ser a cor das roupas fúnebres, pois o samurai deveria estar sempre pronto para morrer. Esta informação procede ?

    Curtir

    • Acho que vc deve ta falando do Shitagi ( 下着), a roupa intima da Era Edo. Parece quem na época era chamada de FUDOSHI (ふどし). Ainda usam hoje em dia, para algumas celebrações.
      No romance de Eiji Yoshikawa, o Musashi pede para uma mulher custara as roupas de baixo dele , com um pano novo , da cor branca, para ele usar no desafio contra o Kojiro. E antes do embate, ele tomou um banho para “purificar e limpar ” o corpo , e se apresentar à morte totalmente limpo e com vestes novas .
      Agora o roupa que usam por debaixo da armadura, eu não sei o nome.
      http://i2.wp.com/img.blog.renature.jp/20121228_248752.gif?resize=690%2C480

      Curtir

  6. Thiago P. Vasconcelos

    Show de bola, sua abordagem sobre tal assunto Pinto san.
    Sempre pequei no pé dos novatos e dos mais graduados sobre tal pronuncia, tando em aula quanto em treinos de demostração.
    Muito obrigado pela tal explanação do mesmo.
    Oss

    Curtir

  7. Oss Daniel sensei, o Sr. começa com bom humor tratando de uma de nossas duvidas mais freqüentes , informação é sempre bom…..
    Oss
    alberto – Shudokan / Santos

    Curtir

  8. Hirata Akira

    Bela matéria Pinto san! Assim mais e mais pessoas ficam sabendo sobre esse assunto…
    OSS

    Curtir

  9. Shitō-ryū Karate-dō

    Parabéns, Pinto-san! Continue por favor…

    Curtir

  10. Excelente texto, leve e muito esclarecedor. A partir de hoje minha academia só chamara karategi

    Curtir

  11. É muito importante essas informações, pois ensina realmente como deve ser.
    Bela reportagem com uma vestimentas que usamos no dia a dia de treinamentos.
    Oss!!!
    Lúcio Ferreira – Academia Dai Sho Ryu – KWF Brasil – Rio de Janeiro.

    Curtir

  12. Parabens, Pinto san . E obrigado pelas informações
    Osu

    Curtir

  13. O caso citado para o Kyudo é igual para Kendo e Iaido. Creio que seja o mesmo para Naginata e outras artes mais antigas que não utilizam a calça, mas exclusivamente o Hakama. Ótimo texto!!

    Curtir

  14. Uma OBS extra… em certos casos Kyudo e Iaido utilizam Kimonos no lugar de KyudoGi.



    Texto em português sobre elaboração do Karate como Budo:

    http://www.anv.org.br/modules/popnupblog/index.php?postid=86

    Curtir

  15. Alex Araújo

    Excelente matéria! Essa ideia de falar sobre pronúncia mal usada da língua japonesa no karatê é importantíssima. Parabéns.

    Curtir

  16. Acho muito legal essa insistencia em corrigir esse erro historico. faz bem ao praticante, a arte marcial, e organiza mais um pedaço deste imenso quebra cabeças.

    Interessante o fator historico atribuido a este equivoco. nao fazia ideia dessa possivel causa.

    no taekwondo, como nao passou pelo mesmo problema das colonias japonesas, desde que chegou ao brasil, nao teve problema em estabelecer o nome DOBOK [mesmo significado de DOGI] como nome oficial do uniforme de treino.

    muito bom texto!! parabens!

    Curtir

  17. Muito bom Daniel, vamos levar isso para dentro dos nossos dojos, há tempos que procuro usar o nome correto, mas tem muita gente ainda que insiste no kimono.
    Oss

    Curtir

  18. Matéria totalmente correta, tudo que foi dito está de acordo com o ensinamento do meu falecido Sensei Alcyone. E é assim que eu ensino aos meus aprendizes. Valeu Daniel-san. Vou compartilhar. Abraço. Osu!

    Curtir

  19. Parabéns!!!! Muito bem explicado!!! Eu aprendi sobre o “dogi” ou “keikogi” da pior forma possível (e que foi citada no texto), estava em um dojo no Japão e realmente perguntei sobre o “Kimono”, os japoneses (na grande maioria faixas pretas, haviam apenas 2 marrons) rolavam no chão de tanto rir!!! E perguntaram onde eu iria dançar!!! Eu fiquei sem entender nada, mas aí o gran mestre me explicou!!!! Kkkkkk
    OSS…

    Curtir

  20. Yuri Silva

    Oss, Pinto San, muito obrigado esclareceu bastante a minha dúvida que era “por que se usava kimono para praticar karate ou outra arre marcial nipónica ” e logo descobri que o nome verdadeiro do uniforme não é kimono. Obrigado por ter me ajudado, oss!!!!

    Curtir

  21. Yuri Silva

    Oss, Pinto San, muito obrigado esclareceu bastante a minha dúvida que era “por que se usava kimono para praticar karate ou outra arte marcial nipónica ” e logo descobri que o nome verdadeiro do uniforme não é kimono. Obrigado por ter me ajudado, oss!!!!

    Curtir

  1. Pingback: PINTO KARATE CAST # 31 – Mundial JKA 2014 chegando! | PINTO KARATE DOJO

  2. Pingback: PINTO KARATE CAST # 32 – AO VIVO! | PINTO KARATE DOJO

  3. Pingback: PINTO KARATE CAST # 33 – Os bastidores do Mundial JKA (última parte) | PINTO KARATE DOJO

  4. Pingback: TOP 5 de 2014! | PINTO KARATE DOJO

Deixe sua opinião por favor. Oss!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: