CURSO DE LYOTO MACHIDA – Por Gustavo Lucena

gustavão aluno deTakeuchi

Por Gustavo Lucena

Mesmo sendo onde Judas perdeu as botas, o público do curso foi muito bom e depois de um atraso de 2 horas, sem nenhum pedido de desculpas por parte da organização, iniciou-se o curso de MMA do Lyoto e irmãos.

Os ministrantes não tiveram nenhuma culpa no atraso pois estavam prontos desde as 7:00, mas só foram ser apanhados no hotel às 9:30. Aliás, hotel este que não foi cedido pela organização do evento , já que a “pousada” com ventilador e beliche foi recusada pelo nosso ex campeão do UFC, que preferiu o hotel do Aeroporto Galeão que fica nas “proximidades” daquele fim de mundo!

Curso  com Lyoto machida no Rio de Janeiro

A chegada do Dragão e seus irmãos.

Isso já mostra à vocês que a organização foi um lixo mas o fato é que o Yuri ( organizador) trouxe os “caras”, coisa que ninguém fez. No final ele até se desculpou reconhecendo as falhas e prometendo melhorar. Mas acredito que as cenas de banheiros sujos por vômitos e outras porcarias, bebedouros nojentos e nenhuma estrutura para comportar a quantidade de participantes serão difíceis de tirar de nossa memória . As dificuldades não foram somente na estrutura daquele ginásio “fornalha”, a cidade também era um problema, além de longe aparentemente só tinha um restaurante e que nem imaginava receber aquela quantidade de pessoas no dia.

Voltando ao curso. Devido ao público totalmente heterogêneo, via-se no semblante do Lyoto a agonia de quem não sabia o que fazer, claramente decidiu por um básico burocrático que no meu ver foi a saída possível. Técnicas de combinação de kizame, giaku; passa pé com mãe gueri, passa pé com mawashi e saída de domínio de pescoço e single leg, nada que eu não conhecesse. Acredito que por conta da recente cirurgia feita no cotovelo, o Lyoto não interagiu com os praticantes , deixando isso à cargo dos irmãos que foram para o auxiliar. Martelou no fato que tem que se treinar tudo Jiu Jitsu, Luta Livre, Muai Thai, para ser competitivo hoje em dia. No lugar caberiam 50 pessoas pra um bom aproveitamento mas tinham 150, imaginem a zona.

Cuso com Lyoto Machida

Bronca com a organização do evento

A FKERJ deu o aval ao karate clandestino dos Machida através do Gomes, Alcione, Ortiz, Leo e outros menos conhecidos, os Machida nem deram bola e focaram que o objetivo era divulgar o esporte MMA. Eles me pareceram gente boa e muito educados perante a qualidade do que lhes ofereceram. Achei que ele poderia ter falado um pouco sobre a luta com o John Jones, mas…

Detalhes para a simpatia e simplicidade do Leo Caryon da Seigokan, subiu 1000% no meu conceito, todos deveriam ser assim e para a péssima condição física do Sensei Ortiz, ícone do Shorin no RJ, acometido daquela lesão do fêmur com a bacia conhecida de nós karateka’s.

Anúncios

Sobre Pinto San

Estudante de karate há quase 20 anos, amante da cultura japonesa desde os 8 anos de idade e viciado em lámem. Casado com Priscilla Pinto ( filha de japonês), decidimos vir para o Japão pra levantar uma grana trabalhando nas terríveis fábricas japonesas, e treinar muito karate. Treino em um pequeno Dojo no interior do Japão, mas todos os anos em embarco em aventuras pelo país/ilha, procurando os melhores dojo de shotokan para aprender mais karate. Meu objetivo é simples, ser o melhor karateka do mundo! Claro que isso é impossível, mas no fim das contas o mais importante mesmo é a jornada.

Publicado em 11/01/2012, em Nossos Colunistas, WorkShop - Cursos e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 46 Comentários.

  1. Marcio Santos

    Oss….

    No ano passado assisti o curso do Lyoto na feira de esportes que teve no Ibirapuera.

    A grosso modo, a organização foi mais ou menos, o treino até que foi razoável, havia uma grande diferença entre o nível dos praticantes e o tatame estava lotado!! Colocaram muito mais pessoas do que cabia….

    O Lyoto deveria saber aonde ele está se enfiando pois essas coisas queimam a imagem dele. Ele deveria fazer um curso com o Dana White para saber aonde tem que ir.

    Abs

    Márcio Santos

    Curtir

  2. Oss!
    Eu queria ir nesse curso, mas é um pouco longe de onde eu moro.
    Parabéns pela matéria.
    Oss!

    Curtir

  3. Andrews Moura

    Moral da historia…quer treinar com os Machidas?? A melhor opção é ir no Dojo deles em Belém do Pará.

    Curtir

  4. Guilherme Blues Barros

    É muito complicado o cara emprestar seu nome para um evento desses, sem saber onde está se metendo. Entendo que todo mundo vai tentar assistir o curso, todo mundo quer ver o ex-campeão… Mas seria interessante ter um certo critério nas inscrições.

    Alguém sabe quanto estava custando?

    Curtir

  5. É uma pena que os organizadores de nossos eventos Brasil a fora, não se dignam a fazer algo de qualidade..

    Curtir

  6. Renato Sensei

    Oss.

    O Yuri é uma cara de visão, mas infelizmente não acredito que tenha se preparado adequadamente para um evento com figuras tão famosas do Karatê e MMA.

    Organizar eventos desse porte é igual a realizar uma apresentação de Kata: treina-se 10.000 vezes antes de apresentá-lo em público.

    Mas parabenizo o esforço do sujeito, ele tem uma visão ousada que muitos não têm, mas deixou-se levar pela afobação e fez um evento em um local meia-boca…

    Quanto ao curso, acho que os participantes, principalmente os veteranos esperavam mais do Machida, mas acredito que muitos ali presentes aprenderam de perto um pouco mais sobre lutas mescladas por meio das dicas apresentadas pelo campeão.

    É uma coisa que me deixa admirado: o MMA é uma modalidade esportiva que praticamente já virou esporte profissional, isso graças a iniciativa e ousadia de alguns, enquanto o Karatê, como esporte, não sai do amadorismo.

    Curtir

  7. Meus Parabéns a Yuri Kidaban que tomou a iniciativa junto aos seus, de promover um curso que ninguém tinha proposto aqui pelo Rio ainda. Fico feliz de ver cada vez mais eventos colocando seus praticantes em primeiro plano (ao invés de federações). Gostaria muito de ter ido ao curso ( mesmo já imaginando que tecnicamente não haveria nada de muito novo pelo número de interessados), mas por ser admirador do Lyoto e de sua história, de sua família.

    Fico feliz também de saber que Alcyone Sensei e Rodolfo Ortiz Sensei estavam presentes. Alcyone Sensei foi professor de meu Sensei (Pezão) e meu também, depois que eu já era faixa marrom.

    Mas até onde sei Gustavo, me parece que Rodolfo Sensei não está mais ligado à FKERJ, somente à União Shorin-Ryu, ou se estiver, só o está de forma “burocrática”.

    Obrigado por dividir conosco sua visão e vamos torcer para que os próximos cursos – seja lá de quem forem – possam conseguir uma estrutura melhor para todos.

    OSS!

    Curtir

  8. Well well, mas olha nem os cursos do Fedor são tão “engrandecedores”, tenho dois DVDs com seminários dele e ele praticamente ensina o mesmo feijão com arroz, nada demais e nada de menos.
    Acredito que fosse interessante um curso com menor o número de participantes e com pelo menos dois dias de duração (fim de semana), onde ele pudesse com calma explicar os macetes que ele usa dentro do MMA.

    Curtir

  9. Luciano Oliveira

    Apesar dos pesares, o seminário foi positivo!

    OSS

    Curtir

  10. Lú Lobato

    Organização meus caros, ou melhor a falta delas! É lamentável que os indivíduos que organizam um evento não tenham a menor noção de como fazer isso…

    Curtir

  11. Antonio Geraldo Pizolati Junior

    De boas intenções o inferno está cheio, temos que para de tapar o sol com a peneira, e vermos que certas organizações não tem competência para organizar eventos e nem mesmo conhecimento, quem paga e muito caro são os praticantes, que por muitas vezes se decepcionam e acabam por deixar de praticar a modalidade.
    Oss.

    Curtir

  12. Olhando um video da chegada do Machida, reparei que a estrutura nao foi a altura do The Dragon. Não precisava “endeusar” a imagem Lyoto. Mas o cara foi campeão do mundo, pô! Acho que um curso deste nivel, sobre MMA, pessoas com menos de 18 anos não deveriam participar. Afinal o valor da inscrição foi pago para aprender algo ou foi somente para conhecer um ídolo de perto?

    No mais o blog está lindo! Gostei muito do topo do blog! De muito bom gosto! =)

    Curtir

  13. Não foi tão ruim quanto tentaram colocar, claro, houveram falhas, mas foi muito bom sim, todos saíram satisfeitos, ele deu atenção a todos, atendeu um por um no final e seus irmãos a mesma coisa, o bebedouro tinha suas condições, mas tinha água pra vender, quem tinha preça, comprava água!
    Espero que tenha outros e parabéns ao Iuri!

    Curtir

  14. Infelizmente ainda somos bem amadores no que tange à organização de eventos, mas de qualquer forma parabéns aos envolvidos por no mínimo terem feito algo.

    Curtir

  15. Caros amigos das artes marciais, primeiro devo informar a este que postou no blog que meu nome não se escreve com y, meu nome é Iuri Kidabam, em segundo lugar todos os participantes ficaram hiper satisfeitos com o evento, mesmo sendo num local distante como Magé, procuramos receber a família Machida com muito carinho, e quanto ao hotel o mesmo se encontra equivocado com relação ao pagamento..
    E para terminar, Sensei Lyoto saiu satisfeito ao ponto de já deixarmos conversado o projeto para outros municípios e com certeza assim como cada pessoa no mundo que erra e tem o direito de fazer melhor a cada evento, não será diferente conosco, fica para os invejosos e péssimos administradores de pouca visão a matéria do Sensei sport TV e do sport TV. com que deixaram claras por e-mail e na matéria a grandiosidade do evento.

    Obrigado pelas críticas, pois será através destas que iremos melhorando nossa capacidade de superar obstáculos colocados por pessoas como você.

    A inveja dos que me cercam é apenas o degrau para escada do sucesso!!!

    OSS!!!!!

    Curtir

    • Obrigado pela su apostagem Iuri , e deixo aqui o link para o fórum KARATEKA.NET , onde alguns dos participantes do curso deixaram suas opiniões sobre o evento , que se aseemelha com a mesma de Gustavo Lucena . E desejamos que você melhore a organização dos próximos eventos.
      Oss!

      Curtir

  16. Gustavo Lucena

    Iuri, não o conheço e pouco me importa como se escreve seu nome. Entretanto, pelo seu semblante e o dos Machida durante o curso viu-se que a situação não era bem essa.

    Peço que vc negue as seguintes afirmações:
    1- O local estava sinalizado para fácil acesso?
    2- Os banheiros estavam limpos?
    3- O tamanho e a higiene do tatame condizia com o evento?
    4- Começou na hora? Foi dada alguma justificativa aos pagantes? Terminou na hora?
    5- O restaurante estava preparado para o evento? Pq vcs chegaram depois no restaurante e foram servidos primeiro?
    6- O nível do curso foi bom? Houve técnicas novas demonstradas?
    7- O Take fez alguma coisa?
    8- Os Machida demonstraram com algum participante?
    9- O policial que organizava as fotos foi educado com os pagantes?
    10- Tinha papel higienico para que pudessemos dar uma cagada durante as horas que ficamos lá?

    Não vivo de karate nem de administrar nada, isso posto gostaria de saber qual seria o motivo da minha possivel inveja à sua pessoa?

    Se vc fosse mais capaz veria que no texto apesar de dizer que o curso foi um lixo, parabenizei-o por conseguir faze-lo, opinião essa que mantenho. Entretanto fica feio para um empresário de sucesso, inclusive com um nome no minimo exótico, esconder o sol com a peneira.

    Sucesso na próxima, se for mais perto até capaz de eu ir (se vc prometer que começará na hora).

    Por favor não esqueça de responder item por item os questionamentos acima.

    Curtir

  17. Wallace Teles

    Eu nunca vi um lugar pra ter tanta provocaçãozinha barata quanto nos foruns de karate.
    Bom é uma pena que o evento não tenha sido organizado o bastante. Sinceramente um curso para 150 pessoas não é algo assim tão grande, e por estar recebendo um ex-campeão mundial os organizadores deveriam estar realmente muito preparados. Com todas dificuldades que possam ter existido, no mínimo deve se garantir o básico antes de tentar realizar um evento destes. Coisas como a água para todos, como irão fazer para se alimentar no local ou proximidades,quantas pessoas o lugar comporta para se ter qualidade no curso, etc…
    Infelismente fica uma imagem de que o pessoal do Karate não consegue evoluir de forma alguma.
    Espero que os próximo sejam realmente melhores, e que os próximos posts sejam apenas de agradecimento e parabenização.

    Curtir

  18. Luciano Oliveira

    Prezados faço minhas as palavras do Gustavo,

    Permanecemos juntos por praticamente todo o evento e vimos as mesmas coisas, acho que o Iuri deveria ter a humildade de reconhecer os erros e prometer um próximo seminário mais bem organizado. Como já citei, pra mim, apesar do pesares, foi positivo e enalteço o organizador pela iniciativa extremamente positiva, mas a matéria do sensei sportv não retrata as mazelas do evento.

    Acho que falta de desculpas ou explicações sobre a demora do início do evento foi de extrema má educação e respeito.

    Um grande abraço à todos!

    Curtir

  19. Bom, por um lado, parabéns pela iniciativa de trazer o grande Lyoto. Isso já é uma vitória.
    Mas não acaba por aí.
    É preciso “pensar em tudo”, nos mínimos detalhes. Não só pelo Lyoto (que merece), mas pelo karatê-do, pela impressão que se causa nas pessoas.
    “A vitória está nos detalhes”.
    Isso passa por arranjar local de fácil acesso, hotel digno para Lyoto e equipe, grande divulgação do curso, explicar a interessados que se trata de curso com grande nível técnico, que crianças só poderão assistir, etc.
    Enfim, são considerações feitas apenas com o objetivo de ajudar o karatê, ok??
    Abraço a todos e parabéns ao grande Pinto San….obrigado por nos trazer mais este ótimo post!!
    Oss!
    A. Neto

    Curtir

  20. Então a badalação toda do curso foi pura badalação?
    Só faltou falar mais um pouco do curso, mas acho que teve uma certa indignação por parte de Gustavo, mas se as condições eram assim tão precárias eu não o culpo

    OSS!
    Yan Ferreira de Alencar
    17 Anos, 4º KYU – CBKI,JKA-CE,AJUK
    Juazeiro do Norte, Ceará

    Curtir

  21. Ah o Iuri não volta para responder Gustavão, não adianta para ele vc é apenas um invejoso e um degrau do “sucesso” dele.

    Oh valha-me!!!

    Curtir

  22. O próximo vai ser melhor organizado, tenho certeza!

    Abçs, Oss!

    Curtir

  23. Leo Caryon foi 1000% de energia e simpatia, grande mestre, Oss!

    Curtir

  24. Peço que vc negue as seguintes afirmações:
    1- O local estava sinalizado para fácil acesso?

    9- O policial que organizava as fotos foi educado com os pagantes?

    Realmente, o lugar é longe pra cacete, poderia ser melhor localizado, mas o Iuri me falou que na próxima iria arrumar um local mais próximo de todos…
    Os policiais eram totalmente despreparados, sem um pingo de educação, bando de badernistas…

    A organização falhou, mas vejo pelo lado posotivo, o Iuri foi o cara que conseguiu trazer os Machidas, acho que na proxima as coisas vão ser melhores, o que valeu foi a intenção do Iuri, a gente no Brasil tem uma péssima mania de reclamar de tudo sem olhar o lado positivo…se não tem reclama, se tem, reclama mais ainda…é coisa de brasileiro mesmo…

    Valeu Iuri, espero uma melhor organização em outro evento, esse valeu pela intenção, um forte abraço, Oss!

    Curtir

  25. O mais dificíl foi levar o Lyoto e ter uma recepção dessas é osso, mas como Gustavo disse valeu pela idéia e o fato de ter levado até lá, Ações assim tem que ser feitas no Brasil todo com profissionais de qualidade como Lyoto. Oss

    Curtir

  26. Da próxima vez que eu for a um evento de Karatê, quero ver o Pinto San e o Sensei Roberto…

    Curtir

  27. É realmente falar mal é muito fácil.
    Estive no evento.
    O lugar é muito longe, o ginásio não era dos melhores, mas não vi o Lyoto e seus irmãos em nenhum momento perdidos.
    A família Machida, agiu com profissionalismo e tentou atender á todos da melhor maneira possível.
    O Lyoto fez o que o tempo permitiu, diante de um público tão heterogêneo.
    Não conhecia o Iuri, não tenho procuração para defender ele, mas onde estavam os que estão malhando o evento quando o Iuri se organizou para trazer o Lyoto? Todos queriam ouvir dicas do Lyoto, mas quem trouxe foi o Iuri.
    Parabéns ao Lyoto, parabéns ao Iuri e à todos que lá compareceram.
    Aqueles que estão falando mal primeiro organizem um evento melhor e depois sim venham aqui dizer como se faz, não joguem pedra no telhado dos outros, porque muitos que estão atirando pedras, nem telhado possuem.
    É por isso que o Karate está onde está, não se pratica o que se ensina para os alunos.
    Budo, budo, budo!
    Dever de casa:
    “HITOTSU – JINKAKU KANSEI NI TSUTOMURU KOTO”
    “HITOTSU – REIGI O OMONZURU KOTO”
    Oss!

    Curtir

    • Baseado na sua teoria, eu só posso falar mal do meu país e sua adminstração somente se eu tiver ou fizer um país melhor do que o que já existe né? Hummmm…..

      Curtir

  28. Pinto, não é bem assim.
    Não estamos aqui falando do nosso país.
    Pagamos impostos, vivemos aqui e sofremos com as decisões certas ou erradas dos nossos governantes. A conversa aqui é outra.
    Acho que a crítica quando é construtiva será sempre bem vinda. Mais a crítica desmedida deve ser evitada.
    Quem compareceu em Magé, cidade de Pau Grande, sabia que não teria uma infraestrutura de um curso realizado no Maracanãzinho ou na Barra da Tijuca, o município de Magé é pobre, mas se organizou, da melhor maneira que pode para levar o evento para a sua cidade.
    O Karate não é um esporte de elites, é um esporte, em regra, por sua criação, do povo.
    Todos têm o direito de poder estar com os Lyotos Machidas da vida, mesmo os moradores de Magé, da Cidade de Pau Grande.
    Agora quem quiser organize um na Barra da Tijuca, no Morumbi ou em qualquer outro local, mas não desmereçam o esforço de quem tentou e fez, mesmo com erros.
    O próprio Iuri, no dia do evento, pediu desculpas pelas falhas! O querem mais?
    Repito a minha fala final, é por isso que o karate do Brasil está onde está, pela falta de respeito e união.

    Curtir

    • Mas higiêne deve existir em qualquer lugar. Sobre banheiros e bebedouros, os participantes do curso devem ficar calados já que o Iuri levou o Lyoto para esse curso?

      Curtir

  29. Quando cheguei no evento o banheiro estava com um vômito próximo a um dos vasos sanitários e realmente não existia papel higiênico, mas depois, após algumas reclamações, o vômito foi limpo e os papeis higiênicos foram colocados.
    Não estou aqui dizendo que não houve falhas e nem que nós participantes e o Lyoto, como palestrante, não mereciamos um lugar melhor, com mais cuidados, o que estou protestando é a forma como o evento foi descrito aqui. Não era para isso tudo.
    Até chamar o karate do Lyoto de “clandestino” foi dito aqui, o que não entendi muito bem.
    Acho que o karate da família Lyoto nunca foi clandestino.
    O Sr. Yoshizo Machida deve ser respeitado por tudo que conseguiu no karate, vide os seus filhos.
    Clandestino é o que se faz de forma oculta e não existe nada mais claro e exposto do que o karate ensinado pelo Sensei Yoshizo Machida.
    Então Pinto, o que protesto é a falta de respeito, a falta de postura, o que você deve exigir nos posts do seu blog.

    Curtir

    • “Até chamar o karate do Lyoto de “clandestino” foi dito aqui, o que não entendi muito bem.
      Acho que o karate da família Lyoto nunca foi clandestino.”

      Pronto, mediante à essa sua frase é óbvio que você está totalmente por fora do assunto, logo não tenho muito o que lhe dizer, mas sobre cobrar respeito e postura aos meus colunistas , gostaria de lhe dizer que aqui só entra karateka’s de índole e atualizados com o mundo atual do karate! Oss!

      Curtir

    • Prezado Joil, devido às suas colocações sinto-me obrigado a postar uma resposta, leia atentamente:

      “o que estou protestando é a forma como o evento foi descrito aqui.” = o evento foi descrito na opinião de quem participou, isso é importante para confrontarmos com a visão mercadológica e romântica divulgada no canal de TV por assinatura, citada pela organização. Para que cada um dos leitores do blog tire suas próprias conclusões é preciso poder ter acesso a todos os olhares.

      “Até chamar o karate do Lyoto de “clandestino” foi dito aqui, o que não entendi muito bem.” = Nenhum membro da equipe do blog chamou o Karate de Lyoto de clandestino, muito pelo contrário, fizemos uma crítica ao fato de que os cartolas do “Karate Oficial” tratam o Karate de outras federações (como o da JKA Brasil) como “clandestino”, e consequentemente estão a chamar de clandestinos os filiados a essa organização (e à outras), entre eles o sensei Yoshizo Machida e seus alunos. Criticamos esse posicionamento no “Karate News 1”, você pode ouvir novamente o episódio para entender melhor.

      “Acho que o karate da família Lyoto nunca foi clandestino.” = Lyoto não é uma família, é um dos membros da família Machida, por favor organize suas frases para não gerar ainda mais confusão.

      “O Sr. Yoshizo Machida deve ser respeitado por tudo que conseguiu no karate, vide os seus filhos.” = Joil, concordamos com algo! Mas preciso esclarecer novamente que a sua frase que sugere que a equipe do blog desrespeitou Machida-sensei é equivocada e mau intencionada, releia os posts e ouça novamente os casts e karate news para perceber que acusou-nos levianamente disso.

      “Clandestino é o que se faz de forma oculta e não existe nada mais claro e exposto do que o karate ensinado pelo Sensei Yoshizo Machida.” = do dicionário Michaelis –> adj. 1. Dir. Que não apresenta as condições de publicidade prescritas na lei. –> os cartolas do “Karate Oficial” pretendem espalhar a ideia de que apenas seu Karate é regulamentado e reconhecido, o que não é verdade. Tivemos aqui numa Universidade do interior do RS a aprovação em concurso público, para ministrar disciplina de Lutas, de uma professora de Karate com certificado da Federação Tradicional, o que esses senhores afirmam que não poderia ser feito, mas perante a lei federal todas essas instituições registradas tem validade sim, aqui no Brasil. Quanto à sua frase Joil, ela é desnecessária, pois até quem nunca pisou num dojo de Karate a essas alturas do campeonato já conhece o Karate dos Machida, você gastou teclado à toa escrevendo obviedades.

      “Então Pinto, o que protesto é a falta de respeito, a falta de postura, o que você deve exigir nos posts do seu blog.” = todos nós estamos abertos a abrir espaços democraticamente para opiniões, como citei no início desta resposta, o professor Gustavo apenas emitiu seu olhar. Da mesma forma, poderíamos exigir isso de você Joil, afinal são os adolescentes que discutem usando essas artimanhas de distorção da fala dos outros.

      Por favor, seja mais claro em suas críticas, que serão lidas para melhoria do blog e seja sincero. Pedimos apenas que essa prática da distorção das falas cesse, pois não condiz com o comportamento amadurecido de qualquer homem, muito menos com o de um praticante de artes marciais que se pretende conhecedor dos princípios morais ensinados e defendidos pelo Budô, o caminho do Guerreiro na ótica do povo japonês.

      Sem mais,
      Osu!!!

      Curtir

      • Oi Tiago,
        Realmente não ia voltar a postar, mas diante do seu texto cabe o retorno.
        Entendi claramente o que escreveu, inclusive em relação ao dito “clandestino”.
        Não postei aqui nada com segundas intenções e vejo que diante de suas explicações, quanto a minha fala da frase, só posso dizer que concordo plenamente com você.
        Realmente não tinha conhecimento dessa discussão sobre o Karate dito como “oficial” e o Karate dito como “clandestino” aqui na internet, o que não concordo.
        Karate é Karate, e como podemos dizer que esse ou aquele karate é clandestino? Realmente você está certo.
        Na minha postagem coloquei que não entendi tal colocação e agora com a sua postagem entendi.
        Não levanto bandeira de karate nenhum, seja JKA, seja WKF, seja JKS, ou seja lá o que for, levando a bandeira do Karate, é isso que prego.
        Tenho amigos de todas as federações e estilos, os respeito e sou respeitado por eles, isso é o que importa para mim.
        Como disse na minha postagem nem conhecia o Iuri e se hoje o conheço é apenas por tê-lo visto no evento, mas realmente achei a postagem agressiva. Essa é a minha opinião e que pode ser debatida a vontade.
        Quero deixar claro que a minha opinião não está apoiada em nenhuma corrente federativa, mas no que vi e no que acredito.
        Acho que debate é isso, elucidativo e descomprometido de vaidades e interesses escusos.
        Para ser honesto comigo e com todos, deixo as minhas desculpas para o Gustavo Lucena, em face do meu primeiro entendimento sobre o dito “clandestino”, já que entendi errado e agora, diante de suas observações, vejo que a intenção dele não foi essa. Mas não retiro o dito das minhas observações sobre o evento.
        Tiago, agradeço os seus esclarecimentos e espero que tenhas entendido os meus.
        Oss! ou Osu!

        Curtir

  30. É eu vi.
    Reparei o quanto são respeitosos.
    Para encerrarmos aqui, já que você está encerrando também, eu realmente não devo estar muito atualizado, talvez não seja tão novo quanto vocês, pratico karate apenas a 38 anos, no Dojo.
    Só mais uma coisa para sair e não retornar mais, porque acho que realmente esgotamos o assunto.

    Essa eu tirei do dicionário, porque posso não estar atualizado com as gírias de internet, mas sei bem o que significa a palavra “clandestino”

    Clandestino:
    1. Que se faz ou realiza ocultamente, em segredo, ger. com caráter ilícito (encontro clandestino; aborto clandestino)
    2 Que existe ou atua ocultamente, de modo não oficial, por ser objeto de proibição (partidos clandestinos).

    Agradeço por postar as minhas opiniões, pois informação é isso, ouvir todos os lados.

    Oss!

    Curtir

    • Você, apesar dos seus 38 anos de karate em dojo, ainda insiste que este blog acusou o Machida e família de clandestinos. Minha sugestão é que leia todo o blog e escute pelo menos o KARATE NEWS para ficar por dentro do que acontece fora das paredes do seu dojo. E lhe dou total certeza de que todos os envolvidos neste blog tem no mínimo metade da vida dedicada ao karate. Alguns com menos tempo que você, outros com bem mais. Oss!

      Curtir

  31. Caros amigos do karatê,
    Gostaria de passar algumas informações a todos sem criticar ninguém e sem desmerecer o trabalho do Sr. Gustavo Lucena, que de sua maneira esta lutando pela melhoria na qualidade do trabalho referente ao nosso karatê.
    Sei que houveram falhas na organização do evento assim como sei que foram sendo resolvidas no decorrer do mesmo, acredito que pudemos tirar proveito destas para que não tornem a acontecer.
    Quanto a todas as suas perguntas e críticas saiba que algumas fazem sentido e outras estão totalmente fora da realidade, por isso me darei ao direito de não discuti-las pois cada um tem direito a sua opinião, com relação ao comentário que fiz sobre a inveja peço desculpas pois com certeza você como empresário de sucesso e personalidade de tão grande porte dentro de nosso meio não teria razões para ter inveja de alguém pequeno e sonhador como eu.
    Devo acrescentar que muito das falhas se deu pelo fato de que tive que dividir meu tempo entre o evento e o fato de que no momento em que o o nosso querido Lyoto e família chegaram ao Rio recebi a notícia de que meu pai que tinha 75 anos havia sido internado em estado grave no mesmo momento e eu não pude lhe dar assistência.
    Ele foi internado na sexta e faleceu na ultima quinta feira e no domingo dia do curso estava muito mal, tive que usar de todo o Budô que aprendi em 27 anos de karatê para permanecer no evento e tentar manter as aparências de que estava tudo bem e receber a todos com todo o carinho do mundo, peço desculpas mais uma vez por todas as falhas e deixo a promessa de oferecer a todos um grande evento a nível de organização da próxima vez, mesmo sabendo que sempre haverá aquele que somente irá apontar os erros e nunca os acertos.
    Obrigado de coração a todos os que se dispuseram a abrilhantar nosso evento e a postarem comentários positivos a respeito do mesmo.

    OSS!

    Curtir

    • Meus sinceros sentimentos, sei o que vocês está passando. E no próximo curso , podemos ajudar com a divulgação se você quiser. Mas uma dica, deixe de fora os cartolas da CBK/FKERJ.
      Oss!

      Curtir

      • Obrigado, Tenha certeza que todos os amigos e companheiros de arte serão sempre bem vindos para nos ajudar,, com certeza em breve teremos o que conversar.
        Fique tranquilo este evento me deixou muitas lições e uma grande alegria com os resultados.

        Grande abraço e fique com Deus!!!

        OSS!!!

        Curtir

  32. Gustavo - RJ

    Colegas,

    Gostaria de esclarecer meu posicionamento:

    Fui aluno do Sensei Takeuchi enquanto ele esteve no Brasil. Depois dele, o grande Mestre que admiro no Brasil é o Machida, isso muito antes dos filhos deles largarem a chupeta. Sem duvidas gostaria de treinar no Pará com eles.

    Não sou ligado a nenhuma federação e jamais serei. Minha visão do evento foi apenas como cliente de um serviço que estava disponível para qualquer um que pudesse pagar. Achei fantástica a ideia do Iuri em trazer o Lyoto, mas a realização foi muito amadora.

    Acordei as 5 da manhã, estava no local as 7:10 e a aula só começou 10:30, lógico que fiquei puto. Porem como já disse acima, se tiver outro mais perto, irei novamente.

    Iuri, meus sentimentos pois não é fácil essa situação mas se o evento estivesse na ponta dos cascos, vc poderia nem ter ido. A sua presença só foi necessária (e não deve ter sido fácil) pela desorganização.

    Quanto a familia:
    Lyoto: Não foi profissional ao fazer a operação dois dias antes do curso.
    Chinzo: Deveria ter assumido o controle do curso mostrando as técnicas e corrigindo a galera.
    Take: Não precisava ter ido, não fez absolutamente nada.

    Acredito que o maior problema foi o nível heterogêneo dos participantes.

    PS: Joil, vc é do meu tempo, treinou com quem? Qual seu nível de luta agarrada?
    Não é nenhuma ofensa é apenas para tentar entender sua opinião, pois vimos coisas diferentes.

    Curtir

    • Caro Gustavo,

      Obrigado por colocar seu ponto de vista com relação a organização e outros detalhes, e apesar de discordarmos em muitos, respeito.
      agradeço por sua solidariedade ao momento que estou passando.
      Com relação a família Machida acho que não poderiam ser mais profissionais do que foram comigo, pois cumpriram a risca todos acordos fechados para a realização do evento, principalmente o Lyoto que apesar da operação fez questão de manter o compromisso firmado. (A operação era necessária e não pode ser adiada, pode ter certeza disto).
      E com relação ao amadorismo quero que todos saibam que foi o primeiro de muitos eventos que já estão por vir, e trabalharei arduamente para ser o mais profissional possível no que se refere a organização, para que possa fazer valer todos os sonhos que pairam sobre minha cabeça e movem meu coração na busca de realizar eventos tão ousados quanto este ou mais corriqueiros ou triviais como os que estamos acostumados a participar todos anos. Com certeza gostaria de poder contar com a ajuda e o apoio de pessoas capacitadas e interessadas em ajudar e juntos fazermos eventos melhores e mais agradáveis a todos.
      Muito obrigado e um forte abraço.

      OSS!!!

      Curtir

Deixe sua opinião por favor. Oss!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: