KARATE NEWS # 01 – 06/01/12

O karate em notícias
Notícias do mundo do karate  com Tiago Frosi e Pinto San

CLIQUE  NO PLAYER E PREPARE-SE!


Download melhor qualidade 128 kbps – 13 Mb [15:00 min]

iTUNES

Gostou? Clica nesses botões ai em baixo!

52 comentários sobre “KARATE NEWS # 01 – 06/01/12

  1. Valeu pessoal!!!

    Muito bom esse bate-papo.
    O Blog e os programas devem continuar com força total.

    Karate News está de parabéns!!

    Oss!!!

    Curtir

  2. Oss, Pinto San!
    Muito bacana essa idéia do Pinto Karate News.
    O blog está ficando cada vez melhor e mais profissional!
    Parabéns!

    Oss.

    Curtir

  3. Essas federações estão de parabéns, não só as de Karatê, mas todas as federações esportivas são cheias de jogadinhas para se beneficiar. Esse é o maldito “jeitinho brasileiro” maior defeito da nossa população.

    Curtir

  4. Oss!

    Gostei da matéria sobre a moça evangélica, foi demonstrada ética ao tratar do assunto.

    Mas considerei exagerado utilizar o termo fanatismo para nomear a matéria, visto que essa palavra é associada com loucura ou atitudes violentas, o que não ocorreu; foi no máximo um conflito cultural.

    Acredito que nossos professores deveriam preparar-se melhor para situações como essas.

    Mesmo assim gostei da matéria pela imparcialidade. Parabéns.

    Oss.

    Curtir

  5. 2012, começando com boas noticias.
    aproveitando o gancho do atrito entre o professor a aluna. acho que uma oportunidade de o blog abordar a questão da etiqueta (rei), pois observo que estão dando muita importância a parte competitiva e esquecendo a filosofia o caminho (do).
    karate new, noticias do esporte que é esquecido na midia. uma otima opção de atualização. PARABENS.
    OSS.

    Curtir

  6. Oss.

    A FKERJ vai apoiar o machida, mesmo sendo de outra federação?

    As organizações “oficiais” de Karatê estão nesse nível de desespero, a ponto de importar atletas famosos de outras federações?

    Rsrs…

    Oss.

    Curtir

  7. Uuuuhhhhuuu!!

    Muito boa a ideia! Um bom podcast pra quem gosta de conversas rápidas com infomações pra lá de uteis!

    Valeu Pinto e Tiago Frosi.

    P.S. Muito engraçado o sotaque do Frosi hehehe =D

    Curtir

      1. HAUhAUAHU! Vcs tem que ver a zona que foi gravar esse cast que tem uma pegada mais séria. Uma porra de 15 minutos durou quase duas horas pra gravar . kkkkkkk

        Curtir

  8. Olá Pinto San, gostei muito do Karate news. Vou colocar um link no meu blog.
    Que confuso essa história da menina karateca que é evangélica.
    Aqui no Rio de Janeiro, no meu dojo tenho alunos de diferentes idades e graduações evangélicos, quando me perguntaram sobre o quadro o mestre Funakoshi eu dei essa mesma explicação que vcs abordaram no karate news. Acho que tudo é uma questão de como abordar e transmiti os ensinamentos do karate.
    Gostaria de deixar uma pergunta em questão: Vcs acham que deveriamos montar um curso de formação de instrutores (professores)? Já que as federações são orgãos esportivos e não marciais e de formação profissional. Que acha de existir um conselho de karate? Como tem o de dança e Yoga?
    Estou fazendo isso com meus alunos que pretendem ser instrutores de karate. Comecei no ano de 2010 e formalizei em 2011 a ideia, com psicologia do desenvolvimento infantil, metodologia do ensino do karate e jogos infantis. Mais isso é apenas para os alunos que querem dar aula. Um Q amais na formação dos meus alunos.
    Adorei as novas regras da WKF.
    E a melhor parte foi a VOLTA DO BLOG. EEEEEEEEEE.
    OSSU
    FORÇA E HONRA

    Curtir

    1. Algumas federações tem cursos de instrutores, outras não, o que é uma pena, mas o problema mesmo nas que tem sempre será a distância da Universidade. Para que a coisa realmente funcione é preciso integrar essa ideia ao sistema de ensino federal/estadual e oficializar tudo junto ao MEC, como acontece na Europa, para que não tenhamos mais informação distorcida sendo passada adiante, senão é melhor continuar como está. Imagina você, certos dirigentes dando esses cursos… Ia ser uma calamidade. Osu!

      Curtir

  9. OSS meu amigo! Sempre mandando super bem. Ficou uma beleza o novo layout do site, show de bola mesmo. O karate news ficou perfeito, é disso que estamos precisando. Agora só falta um programa de rádio ao vivo e uma rede social só de karatê, hein? Fica aí a dica…rs..rs..rs..rs..rs..
    Parabéns mais uma vez, você merece.
    OSS.

    Curtir

  10. Gostei do programa. Sobre o curso do Lyoto Machida, isso me parece que acontece o mesmo. No Aikido também existem os aproveitadores que diante duma oportunidade, começam a fingir que respeitam a federação ou dojo desafeto.

    Curtir

  11. Oss Daniel Sensei

    muito bom programa,se tiver % e $ (dindin),a CBK apoia mesmo rsrrsrsrsrsrsrsrrs……

    agora cultura e religião são duas coisas diferentes e é preciso entender e compreender as duas coisas,e isso é que é difícil dá para respeitar as duas sem criar problemas qdo se quer…..

    Oss
    alberto

    Curtir

  12. Muito bom o Karate News, ótima novidade!!!
    E agradecer também por manter o blog!!!
    E mais uma dúvida OFF TOPIC, onde eu arrumo a imagem de fundo do blog?

    OSS

    Curtir

    1. AH! Por uma singela quantia de milhões de reais eu posso disponibilizar a imagem pra vc… HAuHAUHA
      Sacanagem, mando pra o seu email. Oss!

      Curtir

  13. Olá Pinto San!
    Sem desmerecer o molde anterior do PodCast, gostei mais da nova postura do Blog, que deu uma cara de mais seriedade que o Karatê merece. Ou seja, a notícia é dada tal e qual ela é e depois, vocês comentam e dão suas opiniões sobre o fato e, no fim, cada pessoa interpreta conforme sua concepção. Acho que isso dá mais credibilidade.
    Quanto ao fato do “Karatê Oficial” estar abrindo as portas para cursos de outras entidades, eu acharia ótimo, embora eu lhe diga que isso sempre aconteceu de forma extra-oficial. Muitos karatecas sempre foram fazer cursos em outras federações, assim como trazem professores de outras federações para dar cursos em seus dojo. Apenas isso não é reconhecido, ou seja, não é aceito que seja colocado no currículo apresentado à CBK. Isso acontece, à exemplo de todas profissões, onde os diplomas estrangeiros tem que passar por um reconhecimento dos diversos conselhos para que possam aceitos neste país, mas isso não quer dizer que sejam piores ou melhores é simplismente para manter um certo nível. Dessa forma, na minha opinião o que a CBK faz é tratar com cuidado e seriedade o Karatê, cumprindo o que está em seus estatutos. É lógico que não pode-se generalizar, mas se assim não fosse, com o tempo até o “Karatê de fundo e quintal” seria reconhecido como legítimo e teria que ser aceito por todos.
    Você sabe que o Karatê no Brasil carece de profissionalismo para que seja realmente levado a sério e você é mais um aliado nesta luta, que todos podem contar como colaborador para o seu engrandecimento no Brasil e porque não, no mundo?
    Boa sorte Pinto San e demais colaboradores!
    Cesar Estivales

    Curtir

    1. Sensei. os podcast tradicionais irão continuar . O karate News é somente para notícias. Um abraço e obrigado pela sua opinião. Oss!

      Curtir

      1. concordo plenamente com Estivales sensei!!
        na verdade esta prática é mais velha do que possamos imaginar…..
        aquele lance de certificados nas paredes,chega a ajudar no curriculum profissional e daí a participação em vários cursos que se apresentam por aí a fora.
        Oss

        Curtir

  14. O cumprimento ao Kamiza é uma forma de respeito e gratidão através da veneração e não da adoração

    Há uma diferença entre veneração x adoração.

    Veneração nós temos aos pais, família, pátria etc.
    Adoração só a Deus.

    jka-ce.blogspot.com

    Curtir

  15. HA!!! Que coisa linda hein!!! Os POs – Picaretas Oficiais, devem estar começando a se rolar no chão. Boa Pinto San e Tiago Frosi!!! Oss!!!

    Curtir

  16. Prezados Pinto-San e Frosi Tiago-San, OSS!

    Antes de qualquer coisa, queria parabenizá-los pelo “Karate News”, bem ao estilo noticiário radiofônico, o qual tanto me agrada, desde criança!

    Vou deixar-lhes, bem como aos demais companheiros comentadores, uma questão que havia postado, há algumas semanas atrás, num fórum especializado, bastante conhecido:

    Abraços – OSS!
    ————————————————————–
    “Prezados companheiros, bom dia a todos – OSS!

    Gostaria de levantar, com este novo tópico, a seguinte discussão de idéias: No âmbito do nosso querido estilo Shotokan, do qual tenho sido praticante, há grande divisão político-administrativa, como vocês bem o sabem, contudo, talvez a mais antiga destas se refira à questão da “tradicionalidade”, ou seja, a divisão entre um Karatê Shotokan credenciado pela WKF e outro, dito “tradicional”, subdividido entre algumas organizações (ITKF, SKIF, JKS, WTKO, etc). Muitas vezes, infelizmente, tais divisões costumam basear-se apenas na sua maneira de encarar e arbitrar o Karatê desportivo, tendo todas as escolas sérias (gostaria que nos ativéssemos apenas aos sérios, por favor) de Karatê Shotokan origens comuns (Funakoshi Gichin Sensei e os seus alunos diretos, etc). Porém, não quero abrir uma discussão acerca de algo já por demais discutido (acerca dos porquês disto tudo), senão queria perguntar-lhes o seguinte:

    – Usando a “tradicionalidade” para descrever um Karatê sério, bem treinado e de origens reconhecidas, independente do estilo ao qual uma determinada escola se vincule, indo para além do Shotokan, por que motivo as instituições ditas “tradicionais” (ITKF, WTKO, etc) apenas têm se dedicado ao Shotokan?
    – Ou seja, não haveria “Karatê tradicional” (conforme o sentido descrito acima) relacionado aos demais estilos (Goju, Shito, Wado, por exemplo)?
    – Então, não deveríamos abandonar o significado atualmente usado de “tradicional” em favor daquele acima exposto? Ou seja, “tradicional” não deveria ser usado para adjetivar um Karatê sério, com origens reconhecidas e bem treinado, independente do estilo em questão?
    – Afinal de contas, há tanto Karatê (senseis, dojôs, etc) tradicional na WKF (no âmbito dos quatro estilos por ela reconhecidos) quanto nas organizações ditas “tradicionais” dedicadas ao estilo Shotokan, não é mesmo?

    PS: Tenho treinado, nos últimos tempos, com gente seríssima, tradicional (no melhor sentido do termo), vinculadas ao Shotokan (em Santa Maria – RS, até ter-me mudado de cidade, mais uma vez) e ao Wado (em Curitiba – PR, atualmente). No âmbito organizacional, ambos os dojôs estão ligados às federações gaúcha e paranaense, CBK e WKF.

    Abraços a todos vocês, ótimo tempo natalino e feliz ano novo! Que Deus os abençoe!

    OSS!”

    Curtir

    1. Jefferson sensei, primeiramente obrigado por sua contribuição. o termo tradicional não foi adotado por nenhuma escola de karate a não ser a ITKF, mas esta tinha sim, por objetivo englobar todos os estilos tradicionais de karate tanto do Japão quanto dos estilos de Okinawa. Prova disto temos o Kata Kitei, e a modalidade FUKUGO. Os “piões” ( me desculpe a fraqueza) que somos nós, liderados por nossos líderes muitas vezes cartolas, adotaram esses adjetivos ( tradicional , esportivo). Um dos maiores fatores que nos influência para o uso desses adjetivos são os mesmo que influência nossos praticantes e alimentam as constantes brigas e discussões que nós “piões” nos envolvemos, AS REGRAS DE COMPETIÇÃO!
      Mais uma vez obrigado por sua contribuição no blog. Oss!

      Curtir

  17. Acho que vcs acertaram no formato. Parabéns!!!!

    Amanhã estarei no curso do Lyoto e darei uma de reporter de campo, vou tirar umas fotos e mando pra vcs.

    Gde Abs.

    Curtir

  18. Ótima novidade Sensei pinto! Essa karate news vem pra ficar!
    Vou dar minha opinião sobre as novidades comentadas no programa, lá vai:

    O curso de Lyoto Machida, sou muito fãn de Lyoto e o pai dele é o sensei presidente da confederação que eu faço parte aqui no Brasil (JKA), no entanto me decepcionei com esse apoio concedido ao curso do sensei Lyoto, creio que ele seja um ótimo karateca e como tal deveria se negar a ser apoiado por uma confederação que nos chama de picaretas!

    De volta ao sensei Lyoto, não gosto nenhum pouco dessas provocações que existe na UFC, acredito eu que seja por isso que o esporte de arte macial não foi levado a sério aqui no Brasil por tanto tempo, isso dá espaço para as pessoas pensarem que quem pratica karate, ou/e outras artes, só pensa em briga e sai provocando todo mundo. O Brasil foi provocado por esse cara, tudo bem, mas não é justificativa para provocação do lado de cá não.

    Sobre a jovem evangêlica, está na cara como o sensei Tiago disse, reverenciar a foto de Sensei Funakoshi não idolatrar o mestre é apenas demonstrar respeito por alguém que nos ensinou essa arte e mais, ensinar a respeitar alguém mesmo sem estar na frete da pessoa.

    Sobre as novas regras, é até interessante essa mudança, como disse sensei Pinto, é valida para ajudar na congruência das artes maciais!

    Ps: Adorei o karate news e a volta do blog sensei! Continue assim, mais agressivo!

    OSS!
    Yan Ferreira de Alencar
    17 Anos, 4º KYU CBKI,JKA-CE,AJUK
    Juazeiro do Norte, Ceará

    Curtir

  19. Pinto-San (Daniel Pinto Sensei), boa tarde (tarde brasileira de verão) – OSS!

    Muito obrigado pela sua resposta! De fato, eu é que lhe agradeço pelo espaço… Se Deus assim o quiser, logo daremos sequencia ao debate, de momento, porém, queria apenas lhe dizer que sou um simples kohai, um simples companheiro de caminhada pela árdua e nobre estrada do karatê…

    Forte abraço! OSS!

    Curtir

  20. OSS!!

    Adorei o formato do Karate News! Com certeza mais um trabalho de qualidade pra abrilhantar mais ainda o Blog!

    Sobre a situação com a religião, passei por isso num dos locais que dou aula. Só que foi com uma criança, que na hora não me disse nada, mais chegou em casa muito confuso e triste achando que eu estava adorando a imagem de Funakoshi e “falando palavras sem sentido” (foi o que ele disse à sua mãe). A mãe me ligou e Graças a Deus ficou tudo bem. Ela entendeu perfeitamente e o menino voltou a frequentar normalmente.

    Quanto à FKERJ apoiar o evento do Lyoto, apesar de não ver nada demais por um lado, por outro concordo com o que vcs falaram sobre hipocrisia. O problema, é que a própria JKA por exemplo, não realiza nada aqui no Rio. A maioria dos cursos, exames de faixa, campeonatos…são realizados em SP. Creio que a JKA poderia também dar uma atenção mais especial ao RJ, promover mais eventos.

    Daniel e Thiago, parabéns pelo programa e que esse seja apenas o 1° de muitos! Oss!!

    Curtir

    1. Marcel, esse lance da JKA ta entregue as baratas é bom saber. Appesar que o Roberto sempre fala … Um abraço meu querido ! Oss!

      Curtir

  21. Pinto San, conheço o Sensei João, e asseguro que foi um mal intendido devido a falta de conhecimento da Karateka, como o Sensei João explica em uma reportagem do mesmo site segue o link: http://www.folhadosertao.com.br/portal/noticia.php?page=noticiaCompleta&id_noticia=3017

    Ele foi duro demais com ela. Mas tudo está acertado agora.

    Não sou da acadêmia dele e não tenho nem muita simpatia, mas a verdade deve ser dita.

    Curtir

Deixe sua opinião por favor. Oss!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s