PLANETA GLOBALIZADO, KARATE GLOBALIZADO!

Encontro internacional na Mushikan

Carlos Rocha sensei e Oliver senpai

Na última competição que participei, o campeonato interestadual , encontrei um amigo e antigo  parceiro de treino que já há algum tempo  não o  via. O querido “gringo”  Oliver  Witte, alemão mas que já há um tempo mora no Japão.  Oliver pode ser considerado meu senpai no Mikatabara dojo, porém, quando comecei os treinos  em 2006 , “Oriba san”, como é chamado pelos nossos amigos japoneses, tinha ido residir em Tokyo por conta de seu trabalho, passando a  treinar em nosso dojo  somente nas visitas que fazia à família de sua esposa ( japonesa) em nossa cidade.

Encontrar o “Oriba ” no dojo era sinônimo de porrada felicidade, sabíamos que o treino seria bem parecido com o do meu antigo dojo brasileiro, velocidade média mas pancada forte, sem falar no intercâmbio.  No período em que esteve morando em Tokyo,  Oliver san foi aluno  de Naka Tatsuya sensei e ainda tinha como parceiros de treino Heselton sensei, Inokoshi sensei e outros feras da JKA Tokyo.

Carlos Rocha sensei Oliver senpai  e Marcio Snato senpai

Marcio Santos, Carlos Rocha sensei e Oliver Witte

Nesse  nosso encontro, ele me falou da sua viagem programada à São Paulo por motivos de  trabalho  e queria que lhe indicasse  um dojo  brasileiro, pois queria conhecer o nosso karate.   Dois nomes me vieram à cabeça, Roberto Sant’anna  ( INSTITUTO JKA BRASIL)  e Carlos Rocha/Pedro Campana sensei (MUSHIKAN DOJO). Decidi indicar a Mushikan já que era na capital e  o meu amigo não teria como ir à Ribeirão Preto  onde fica o Dojo de Roberto sensei , o que foi uma pena, mas quem sabe na próxima.

Uma dica que dou para vocês que indicam algum dojo para os amigos visitarem é :  Diga-os para terem cuidado! Hehehe

Foi o que disse ao  meu  senpai, já que ele não tinha muita experiência com o karate do Brasil , as poucas que teve foi com o Pinto san aqui.  Nunca treinei no Mushikan ( ainda) mas conhecia o dojo através dos relatos de treino de Roberto sensei ( kohai de Carlos Rocha sensei na época dos treinos com Okuda sensei) e de outros karateka’s que visitaram o Mushikan dojo.

Alemão Oliver do mikatabara dojo , aluno tambpem de Naka tatsuya sensei

Oliver san e amigo no Honbu³ Dojo JKA - Tokyo

No email que recebi de Oliver san (não falo alemão e nem ele fala português, só resta o japonês mesmo), ele falou que por conta dos demais compromissos só pode treinar um dia, mas que gostou da experiência e como eu tinha avisado ele se precaveu  no Yakusoku¹ Kumite , o braço do pessoal é pesado! Diferente dos japoneses que presam a velocidade e o fundamento, nós presamos o kime e o kihon², então  se deixar o braço mole na defesa, vai ficar sem nariz… ( By Renato Dantas sensei)

Mas tudo ocorreu nos conformes, pois independente  de onde  você for treinar , se for karate de verdade, o Budo e Reigi sempre serão respeitados.  E se caso não forem, desconfie desse “suposto dojo”.

Quero agradecer à Carlos rocha sensei e a Pedro Campana sensei por terem acolhido meu senpai Oliver san  e por mais esta consideração  à mim, mais uma prova de que a internet é uma excelente ferramenta na vida de nós karateka’s, pois ela além de ter deixado o planeta menor, nos trouxe a oportunidade de criar e cultivar amizades como estas que não só enriquecem nosso quadro de amigos como também ajuda no desenvolvimento do nosso karate. Pedro sensei  já é um credor antigo, me ofereceu apoio há alguns anos atrás em um momento de dificuldade que tive, o problema é que  ainda não consegui paga-ló! Paciência sensei, hehehe.

Um abraço para todos  da Mushikan  e estou esperando o Oliver san para um treinamento á moda brasileira. OSS!

Oliver Witte  entre os oito melhores na competição estadual 2011 da província de Aichi.

____________________________________________________

Muitos karateka’s que acessam o blog tem  pedido para ajudar no vocabulário do karate, com as pronúncias corretas. Lembrando que a pronúncia que vou mostrar a partir de agora nos meus  textos e dos colunistas deste blog, são de acordo com a região que moro no Japão, pois é sabido que em toda cultura e idioma existem variações na pronúncia de algumas palavras.  Será usado o português do Brasil para a escrita fonética das mesmas.

¹IACUSÔCU- Promessa, compromisso, palavra ; ²QUIRRON- Fundamento  ; ³ROMBU(“Ro” com a mesma pronúncia de roda,roupa) -Sede, quartel general.

Sobre Pinto San

Estudante de karate há quase 20 anos, amante da cultura japonesa desde os 8 anos de idade e viciado em lámem. Casado com Priscilla Pinto ( filha de japonês), decidimos vir para o Japão pra levantar uma grana trabalhando nas terríveis fábricas japonesas, e treinar muito karate. Treino em um pequeno Dojo no interior do Japão, mas todos os anos em embarco em aventuras pelo país/ilha, procurando os melhores dojo de shotokan para aprender mais karate. Meu objetivo é simples, ser o melhor karateka do mundo! Claro que isso é impossível, mas no fim das contas o mais importante mesmo é a jornada.

Publicado em 18/07/2011, em Cotidiano e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Parabéns pelo blog, sempre inovador.

    Obrigado Pinto San.

    Oss!

    Christopher Sousa- aluno de Sensei Peté Pacheco- Jka Portugal

    Curtir

  2. Fábio Simone - 27 anos - São Caetano do Sul

    Sensacional! Quem diria! Devia ter me avisado, eu iria com o Oliver na Mushinkan, conheço sensei Carlos Rocha.

    Abs!

    Curtir

  3. Felipe Andrade. Arraial do Cabo - RJ

    belo kata hein…. que inveja… rsrs

    Curtir

  4. Luís Eduardo de Oliveira Ulbricht

    Mais um post interessante Pinto san, realmente a internet se bem utilizada pode ser uma grande ferramenta para conhecer pessoas do bem, como é o seu caso, e o karate de verdade é um só, não importando nacionalidade ou local de treino.
    Abraços!!
    Oss!!

    Curtir

  5. suas postagem são de estrema ajuda para praticantes igual a mim
    que não tem muito empo de ir a academia mais ama o karatê.
    vim do estado do PARA trabalhar e mora no RIO DE JANEIRO
    mais devido minha jornada de trabalho são raras as chances que tenho de ir em uma academia então descobri seus videos na net que são de muita ajuda para mim.
    não querendo incomoda sensei mais gostaria de saber se vc possui algum material que fale sobre a historia e origem dos kata shotokan.
    meu email e : acassio1989@hotmail.com
    agradecidamente.
    wellington acassio 1 DAN de karatê shotokan

    Curtir

  1. Pingback: Entrevista com Sensei Ennio Vezzuli – Link « Pinto Karate Dojo

Deixe sua opinião por favor. Oss!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: