Curso com Ueki Sensei


Curso  de karate JKA
Curso com Ueki sensei ( não está na foto)

No último fim de semana a JKA de Shizuoka (Japão), promoveu  o curso de karate  com o diretor técnico mundial da JKA, Ueki Masaki sensei (9º Dan) na cidade de Kakegawa no Kakegawa Green Arina (centro de esportes).

Ueki sensei é um “produto” fabricado pelo curso de instrutores da JKA, conhecido como KENSHUSEI. Forjado à ferro e fogo o atual diretor técnico  tem um currículo  invejável , o que o coloca dentre os mais graduados da Associação.

Não sei ao certo se  o podcats sobre cursos de karate , assim como as diversas opiniões dos participantes  do cast  como também as dos ouvintes que participaram dos fóruns de karate, influenciaram minha opinião sobre o curso, mas  se pudesse classifica-lo por nota eu daria um 6 !

Pode soar como prepotência da minha parte, afinal sou apenas  um shodan que além de ter participado como “penetra ” ( o curso era somente a partir de nidan), nem de longe tenho gabarito para me comparar ao ministrante.

Mas na minha humilde opinião, como um treinamento a nota seria 10, pois  além de sair do rotineiro de nossos dojo’s , trazia um karate antigo com uma nova roupagem, porém  como um curso técnico tivemos apenas um “mais do mesmo…”

Pinto San e Kobayashi sensei
Pinto San e Kobayashi sensei

Acredito  que por ter sido realizado em um sábado, o workshop não contou com muitos participantes (muitos trabalharam neste dia) e também não foi um dos mais baratos, 3 mil yens incluindo o almoço e água, pouco mais de 50 reais. O básico foi ensinado, explicado e praticado, mas  poderíamos trocar uma destas palavras  por  RELEMBRADO, já que  os participantes em sua maioria eram instrutores de karate ou senpai’s  veteranos. Não  posso me ater ao nível técnico da turma, já que   haviam praticantes de  diversas idades, fator que me deixou contente e cheio de planos para meu futuro, pois era animador ver senhores  com seus 70 anos treinando seriamente dando  o máximo de si, bem ao estilo japonês!

Claro que dentre eles, haviam alguns “usuários de dogi”, aqueles que  queriam apenas “sair bonito na foto” , pena que para estes os plano foram frustrados no meio do caminho pois houveram  diversas baixas  no decorrer do treinamento já que estes “usuários”, com seus corpos totalmente despreparados mas que insistiam em tentar impressionar o ministrante, acabaram tendo que abandonar  o curso no meio do caminho, na maioria  por contusões nos  joelhos ou  insuficiência respiratória ( e não estou falando dos senhores de 70 anos). É o que acontece quando usamos o “uniforme”  somente nas datas de “festejos”. E no fim aquela tão desejada foto ficou para uma outra oportunidade.

Outro fator que causou a frustração  dos “usuários”, foi  a  norma ditada pela organização que determinou  a proibição de fotografar ou filmar. Neste caso eu confesso que fiquei tão frustrado  quanto os demais, pois na segunda parte do curso, pediram para a Da. Pinto parar a filmagem, claro que de forma  educada  mas que me deixou muito ARRETADO (se os estagiários de direito  da região sul do país me permitem o nordestinês)!

“Tive que editar este vídeo para mostrar o mínimo do que rolou por lá, mesmo assim estou arriscando o meu pescoço por postar aqui no blog”!

Ainda tentei convencer alguns que  seria um marketing para a JKA, já que o blog era à nível mundial , blá blá blá e toda aquela conversa de pernambucano comerciante, mas sem sucesso!  Porém, graças a simpatia de Kobayashi sensei que estava acompanhando Euki sensei  como ajudante, consegui uma foto para este post.  Para quem não conhece, Kobayashi Kunio sensei ( 7º Dan), é também instrutor oficial da JKA, formado pelo curso de instrutores e  várias vezes campeão pela Associação. Em uma breve conversa, ele falou de sua visitá à São Paulo e  “consertou ” alguns vícios do karate  deste Pinto que vos fala, hehehe!  Gente fina!

O curso foi bem “tradicional”, com Kihon desde socos tipo choku tsuki , como postura, base e breve explicação  sobre elas, assim como técnicas que atualmente são pouco usadas em muitos  dojo’s atualmente. Na segunda parte  foi testada a capacidade de nossos pulmões com algumas repetições de maegeri e oitsuki , cerca de  1.300 repetições de cada técnica para ser mais  específico…. ( pra que tanto sofrimento?!)

Depois  tivemos o treinamento de kata  com correção e explicação de Kobayashi sensei, que mosotrou um karate forte  e de técnica apurada. Era mais um sonho meu sendo realizado já que só conhecia  aquela “figura” através das  fitas de VHF  e até então  impossível de  conferir de perto. Claro que  o homem não é nenhum semideus, muito pelo contrário pois seu karate era visivelmente fruto de muito suor  dedicação , fórmula acessível para qualquer outro  que tenha um objetivo  definido para sua vida. Sempre que eu lhe perguntava algo ele respondia  com atenção e simpatia, pena que não consegui  tempo  para “conversar” com Ueki sensei, pois nos intervalos ele desaparecia como um passe de mágica ( ou era técnica ninja? Não sei ao certo).

No Domingo ainda houve o curso de arbitragem e o teste para árbitros nível D e C da JKA, mas por conta da minha graduação não pude participar, foi  uma pena mas quem sabe na próxima.

Repito para ficar bem claro que não estou querendo ser polêmico sem causa, como treinamento  daria uma nota 10, ainda mais na parte que foi focado técnicas como enpi, ippon ken, nukite e outras incomuns nos dias atuais,  mas como curso  ainda faltou aquele  algo mais  para me deixar satisfeito por completo.

Mas não usem este post como desculpa para se isolarem nos seus dojo’s e deixar o mundo passar lá fora, ainda existem várias  coisas boas para se aprender  nestes ambientes, como por exemplo  novas amizades e com isso  novos  conhecimentos.

Oss!

Pinto San

14 comentários sobre “Curso com Ueki Sensei

  1. Oss Pinto Sama!

    Parabéns pela tônica agradável de seu texto e acima de tudo parabéns pelo tom crítico. É por meio de tais questionamentos que crescemos e captamos ou rejeitamos as informações e práticas que nos fazem crescer.

    Aproveite ao máximo essa maravilhosa vivência que VOCÊ se oportunizou.

    Saúde e sucesso!

    Oss!

    Curtir

  2. Gostei muito do texto Daniel, como o José Roberto disse acima, ficou muito bom e agradavel de ler, quanto ao video foi uma pena não poderem filmar mais, pois acaba que deixou um gostinho de quero mais, gostei dos treinos propostos no curso, como você mesmo falou: tecnicas pouco treinadas nos Dojo’s de hoje, parabéns pelo Blog, está a cada atualização melhor, forte abraço!

    Curtir

  3. Seus comentarios tem me ajudado muito em entender como esta o karate hoje e para onde esta caminhando, continue com assuntos interessantes e parabens pelo trabalho. Oss

    Markim – Ribeirão Preto
    Nidan – Sensei Roberto Santanna.

    Curtir

  4. Ola Pinto San, ja tive aqui na Jka Portugal alguns estágios com Ueki Sensei, gosto muito, explica de maneira muito simples o conteudo da técnica, infelizmente gostaria de ver mais esse curso que vc treinou, mas pelo que ja disseste deu para entender um pouco mais. Afinal conseguiste ir não é? q bom eheheeh.

    Obrigado.

    Oss!

    Curtir

  5. Gostei muito do post…estou esperando por atualização desde domingo ^_^
    e to confiante que ganharei o dvd…voltando ao assunto, 1300 maegeri e oizuki? aja disposição pra aguentar, ainda mais que depois teve kata, que na minha opinião cansa muito…
    abraços Pinto-san e srª. Pinto…espero ansioso por novidades e pelo proximo podcast.
    Oss!

    Curtir

  6. Em um curso desses é bom ter Kihon Ippon, que ai você colocaria varios desses “usuarios de dogi” para sentar (literalmente) huaihaiuhaiuhahaha

    Quero saber quando é que você vai fazer o Kenshusei, ta na hora né?!?!?!? Quero ter logo um amigo formado lá… huaihaiuhauihia

    Grande abraço meu velho, parabéns e sucesso!!!

    Curtir

  7. “Mas não usem este post como desculpa para se isolarem nos seus dojo’s e deixar o mundo passar lá fora, ainda existem várias coisas boas para se aprender nestes ambientes, como por exemplo novas amizades e com isso novos conhecimentos.”

    Alguns senseis do BR tem que aprender que o ostracismo não é solução, muito bom!

    Curtir

  8. Bom, pelo jeito alguns dos problemas expostos no podcast anterior aconteceram no curso. Gostei muito dos treinos de enpi. Eu ando treinando tanto os Heians (principalmente Yondan) que eu peguei gosto por enpi waza. Enfim, o senhor sabe as aplicações melhor do que eu. Acho que aquele “algo” mais que o Sr. e os outros se referem só acontece nos primeiros cursos. Além disto, hoje em dia com a internet nada mais é segredo.
    Se vê cursos com Andre bertel, Asai, Kagawa, Yahara.. Coisas que antes só se podia ver “in loco”. Hoje se vê no youtube. Acho que em parte a desilusão com os cursos vem daí.

    OSS!

    Curtir

  9. Parabéns pelo texto e muito obrigado por disponibilizar videos do curso! A sua maneira de conversar sobre Karate é ao mesmo tempo muito informativa e divertida! No aguardo por mais posts. Ossu!

    Curtir

  10. Olá. O curso de instrutores e examinadores de kyu da JKA é bom? você pode mostrar uma “palhinha” do curso? planejo participar do curso em SP ano que vem.

    Um abraço.

    Curtir

Deixe sua opinião por favor. Oss!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s