MAKIWARA – 2º Parte

E finalmente consegui um tempo para postar a segunda parte, desta vez falando do treino propriamente dito!
Como sempre, vou começar pedindo desculpas por que não me aprofundei muito nos vídeos pois decidi filmar muito tarde, justamente na hora em que os vizinhos foram  dormi…
Então falei apenas um pouco sobre um golpe que todos nós treinamos no inicio das aulas, ainda no aquecimento e executamos em alguns kata’s avançados que inclusive foi um dos assunto no último post. Para quem não leu ou assistiu os vídeos, eu recomendo que vejam antes a primeira parte.

Mas antes eu quero deixar algumas observações sobre os cuidados a serem tomados. É normal que as falanges dos dedos  criem algumas bolhas  ou cheguem a sangrar nas primeiras séries de treinos, pois você não está acostumado , a região  que está usando para bater  não  está habituada. Isso não é nada fora do comum pois  acontece o mesmo quando usamos um sapato novo ou quando estamos nas primeiras aulas de violão, são os famosos “ossos do ofício”.

Apenas fiquem atentos caso o inchaço seja exagerado, as dores passem de  um leve incomodo para dores constantes,  sinta dificuldades para mover os dedos, assim como dores nas articulações dos braços e ombros, pois isso quer dizer que VOCÊ EXAGEROU !!  Pare o treino imediatamente e procure um médico e fale para ele que eu avisei,  foi você quem não escutou.

Proteja as mãos com esparadrapos
Proteja a mão com esparadrapos

Os cortes e sagramentos  provenientes das bolhas são  comuns, mas devem ser cuidados  e enquanto não cicatrizam  pratique outra técnica como  mawashi empi (cotovelada), shuto uchi (mão em espada),  tetsuitte ( mão de martelo)  e se possível o nukite ( hehehe, eu to brincando não tente!).    Proteger as falalanges com esparadrapo é uma boa dica para não cortar  os dedos, com a vantagem de não atrapalhar o treinamento.   Todas essas técnicas devem ter os mesmos cuidados, sem exageros e ao sinal de algo estranho, pare o treinamento e procure um médico.

E para exemplificar, vou postar aqui um vídeo ensinando a COMO NÃO TREINAR COM UMA MAKIWARA DE CONCRETO!!

Mas vamos voltar para o mundo dos mortais. O choku tsuki é um excelente golpe surpresa (falando em defesa pessoal), pois pouca gente espera levar  uma “bela de uma porrada mais parecida com uma marretada” vindo de uma posição aparentemente despreparada (shizentai), sem nenhum kamae físico; Ou uma  base com um centro de gravidade alto mas nem por isso fraca ( HEIKO DACHI), ótima para ser usada  em lugares estreitos ou  em multidões. Na minha humilde opinião, um karateka de nível intermediário ou maior deve dominar bem essa técnica e a makiwara é uma excelente forma para isso.

Nos vídeos eu explico melhor, mas ficaram de fora algumas coisas importantes que  por conta do horário tive que deixar para a próxima postagem. A qualidade não ficou boa por conta do espaço que sobrou aqui em casa , mas foi feito de coração, hehehe.  Uma coisa que devo  mencionar é a minha respiração nos videos, na maioria das vezes ela está sendo feita de forma errada, ainda não  entrei no ritmo normal desde o resfriado.

A expiração feita através das fossas nasais ( nariz), diminui  o tempo de contração do abdômen ( conhecido nas A.M por Hara Tande ), como também regula seu ritmo respiratório e com isso deixa seu corpo bem mais forte.

Lembrando mais uma vez que o treinamento  com makiwara não é para calejar mãos, isso é uma coisa decorrente da prática, mas o objetivo real é desenvolver a potência dos golpes. No início do movimento seu corpo deve estar relaxado para poder adquirir velocidade  máxima, ainda no momento do impacto os músculos que não estão envolvidos no movimento  deverão continuar relaxados ( pescoço,ombros, etc), até o instante em que a energia gerada pela impulsão , explosão e aceleração, deve ser confirmada com a contração total do seu corpo, assim podemos expelir ao máximo a reação que o aparelho vai causar por conta da sua ação.    Essa contração deve ser máxima e no menor tempo possível, mas  logo após confirmar o golpe, volte para o estado relaxado mas em prontidão  ( zanshi).

Nos próximos post eu vou explicar  como fazer usando a base zenkutsu dachi.

Minha pretenção era  postar um quarto vídeo, mas  como disse, o horário não permitiu como também achei que seria melhor abordar isso no próximo post.  No início do segundo vídeo dei uma breve explicação que na terceira parte vamos nos aprofundar mais.

Qualquer dúvida deixem aqui nos comentários, ou pelo menos deixam um “alô”, mas NÃO ESQUEÇAM DE COMENTAR , ISSO É SUPER IMPORTANTE PARA O BLOG !

Este espaço é para estudantes de karate assim como eu, não estou aqui para ensinar mas sim para compartilhar, então participem.

Até a próxima!

Oss!

61 comentários sobre “MAKIWARA – 2º Parte

  1. Makiwara sendo produzida já. 😛
    Choku tsuki, sempre gostei dele, mas sempre olhavam feio quando eu dizia que gostava dele, hehehehehehehe. Que se dane.
    Quanto à makiwara de concreto, mano… incrível como tem gente que acha que socar parede é bom.

    Curtir

  2. Demorou mas chegou!! chegou com excelencia e um pouco mais. Nao so tirou duvidas, como me fez refletir sobre certas coisas que fazia ou havia esquecido…continue assim, ate o proximo post. aguardo ansioso

    Curtir

  3. Oss Daniel Sensei ,sem querer se redundante os vídeos estão muito bom, minha Makiwara
    está um fase final de produção, baseado em seus post estou fazendo minha adaptações…

    Oss

    Curtir

  4. Excelentes explicações sobre, hikite, noção de distância, firmeza na base, giro de quadril, respiração, etc. A suplementação com o elástico para o hikite foi muito boa dica!
    Como sempre, só posso lhe dar meus parabéns!
    Também arquitetei um makiwara, à exemplo do seu, para quem não tem condições de colocá-lo sobre o chão. A figura está no meu blog: karatesantamariense.blogspot.com
    Abraços!

    Curtir

  5. Daniel-san! Como eu já disse: Excelente sua explicação! Quanto ao treino tradicional de Makiwara, eu havia aprendido (talvez, por falta de uma traduação correta) como “… vc tem que segurar a pancada do makiwara!”. Com relação a sua explicação sobre defesa-pessoal, tbém tenho treinado; no entanto, com os braços relaxados ao lado do corpo para simular uma situação de “explosão” e projetando o quadril um pouco mais para trás; de tal forma que não comprometa o equilibrio.
    Parabéns pelo alto nível!

    Curtir

    1. Meu querido , você por aqui ?!! Obrigado pela visita.
      Esse lanse ce segurar a pancada existia sim, eu acredito que era para exercicio de força , tensão muscular por período prolongado, mas isos você consegue de outras formas na minha opinião.
      Quando a treinra partindo de uma posição totalmente natural, com os braços extrendidos, VOCÊ É UM GÊNIO! Essa é a ideia de karate defesa pessoal!
      Oss!
      Tqava até com saudades de você sempai!

      Curtir

  6. Mais uma vez muito bom. Agora vou esperar a proxima parte ainda mais ansioso. Foi um post maravilhoso pinto-san, mais uma vez muito obrigado por compartilhar o seu conhecimento.

    Oss!

    Curtir

  7. OBRIGADO Pinto San !

    Seus vídeos estão sendo de grande valia, sempre comento com meus camaradas e Professor sobre seu Blog.

    Oss!

    Curtir

  8. Ótima postagem Sensei Daniel, enfatizando a importância do Makiwara e de usá-lo corretamente, esquecendo as paredes ou coisas deste tipo. Oss!!!

    Curtir

  9. Muito bom, essas explicações são ótimas! Makiwara é dez mesmo. Pinto-San, você sabe me dizer com que idade que pode começar a treinar com makiwara? Pq eu vi videos japoneses de crianças treinando em Makiwara porém me pergunto se isso não é prejudicial a elas. Só curiosidade mesmo. Com que idade um indivíduo pode/deve começar a praticar no makiwara?

    OSS!!

    Curtir

    1. Na idade cronologica da formação completa da estrutura corporal.
      A forma de calejamento da makiwara é igual as outras que conhecemos, através das microfraturas, crinaças ainda não possuem o corpo completamente formado.
      O que podemos fazer é brincar com as crianças de treinar com o aparelho, podemos colocar um aparador “acoplado” na makiwara e deixar as crianças brincarem de bater, mas nunca cobrar delas um treinamento sério.
      Oss!

      Curtir

  10. Depois de ver seus vídeos, ainda fiquei com mais motivação para construir minha makiwara, já comprei a madeira com as medidas certas, só falta arranjar uma maneira de a fixar. As suas explicações são preciosas porque hoje em dia é dada pouca relevância á makiwara nos treinos de Karate, se bem que também se trate de um treino solitário, e logo há pouca informação sobre o assunto.Obrigado pelas excelentes explicações e continuação de bons treinos e bons posts.

    Curtir

  11. Sensei, no Karate eu sempre devo me posicionar firme para suportar o retorno da energia do golpe, de forma que ela retorne mais uma vez para o alvo como você explicou ou em algumas situações devo retornar rapidamente o braço de forma que a energia do impacto fique ali no local e não volte pra mim? Num alvo real ou no makiwara, qual a distância que você considera correta para meu pulso penetrar no alvo sem gerar desequilíbrio no centro de gravidade? Obrigado pela sua contribuição para o karate aqui no Brasil com fundamentos e técnicas atualizados aí do Japão. Oss.

    Curtir

    1. Você puxando o braço antes de confirmar a pancada (sustentar a energia que a makiwara irá devolver) a energia do golpe não vai voltar para o alvo ( para fazer o golpe de percussão).
      A distância ideal é aquela que você mantém seu centro de gravidade estável, no caso seu tronco ereto, suas ancas não projetadas para trás ( retroversão da pelve) e o seus ombros mais alinhados o possível. Fazendo isso, qualquer soco estará bem sustentado pela base e com potência. Claro que você também deve sentir a energia do golpe penetrando no alvo, por que não adianta uma boa postura se você está longe 1 metro da makiwara!
      Oss!

      Curtir

      1. Sensei acho que me expressei mal. Ouvi dizer que após o impacto do golpe, a mão deveria ser puxada “antes” do retorno do makiwara pra que o corpo não sofresse com essa força de “retorno”. Isso procede? A segunda pergunta era sobre a distância de penetração do golpe (punho) no alvo … 5cm.. 10cm… qual considera ideal. Obrigado.

        Curtir

  12. Parabens pelo blog meu amigo. Nunca vi nada feito com tanto amor e dedicação. Vc merece todo esse sucesso. Parabens e admiração. Uma grande abraço.

    Curtir

  13. Oss !
    Achei Otimo O treinamento com Makiwara.
    que Hj em dia não e muito treinado No brasil .
    não sei por que mas isso vai de cada professor .
    Oss
    continuea postando Sobre O karate .
    Sucesso.

    Curtir

  14. estou treinando karatê a 6 meses, sou faixa amarela… seus vídeos e suas explicações estão me ajudando muito… meu sensei me elogiou no ultimo treino, dizendo que melhorei muito, essa melhora foi graças a você…
    ah, e eu ja estou atrás do materal para criar a minha própria makiwara, muito bom…
    muito obrigado.
    Oss!

    Curtir

  15. Muito bom post pinto san, realmente sem a makiwara não sentimos o verdadeiro valor da técnica, a contração e descontração é muito importante para gerar o impacto,distância e sentir todo o corpo, mantendo sempre o Chakugan.

    A makiwara é o melhor amigo do karateca eheheheh..

    Gostei muito do post..

    Oss, espero o próximo. Obrigado…

    Curtir

  16. Sei q o assunto nao tem nada a ver com makiwara , mas tem uma boa causa (acredito).
    Sensei Pinto , sem querer incomodar gostaria de dar uma sugestao para um futuro post no seu super Blog .
    Hoje la na skola na aula de literatura hehe, estavamos discutindo sobre onde e qual foi a matriz das artes marciais .
    O karateca (eu),um jiujitero e um judoca , cada um com uma opiniao , colocando obviamente a arte q pratica no centro .
    Levei essa “discusao” ate o meu dojo , e o filho do meu sensei Marcio ja faixa preta sei lá q dan me deu outra versao : tinham 2 artes MARCIAIS , o jujutso e o taijutso ou ninjutso (nao me lembro bem), onde o jujutso era no chao e a outra , acredito q seja a arte MARCIAL dos samurais .
    Dono de sua “entelijensia” nordestina/japonesa , gostaria q me tirasse essa dúvida , fiz uma pesquisa e descobri q nao é nada concreto mas aí no Japao , o burraco pode ser bem mais embaixo (lembrando q o japao está atrás da terra).
    Meu amigo Daniel san , nao esqueci das imagens la de fora da “skola” , vou ver se ESSA SEMANA pego as imagens e pesso meu colega para jogar no you tube , e aí te passo o link .
    Um abraço meu amigo e futoro instrutor oficial da Associação Japonesa de Karate (JKA).
    Oss !

    Curtir

  17. Oss.
    Bom inicialmente gostaria de parabeniza-lo pelo excelente site que possui e pela vontade de ajudar aos outros em seus respectivos treinamentos.
    E em relação ao treinamento com a makiwara fiquei observando suas dicas e tentando adapta-las à minha realidade(já que o único lugar de que disponho em meu apartamento para treinar é meu quarto de pouco mais de 8m²)tenho um daqueles bonecos de pancada(também conhecido como bob) em meu quarto e faço o que posso com ele utilizando desde o ajuste de altura até a própria base para a fixação de elásticos para uma maior variedade de exercícios,mas não me saiu da cabeça se o treinamento com tal boneco pode substituir com perfeição a makiwara e diante disso gostaria da opinião de um mais graduado e experiente do que eu.Desde já agradeço.

    Curtir

  18. Sensei,
    Boa tarde!

    Sou praticante de Karatê, modalidade: Seiwakai. treino com o Cancho Ademir da Costa.

    Amo artes marciais e não tenho nenhum tipo de preconceito com nenhum estilo ou modalidade.

    Estou passando aqui para parabeniza-lo pelo seu trabalho em compartilhar com todos os seus conhecimentos.

    De muita utilidade para mim e acredito que para todos os praticantes, não só de karatê, mas todos que praticam qualquer tipo de arte marcial, nem que seja como curiosidade.

    Um abraço!

    Ossu!!!

    Curtir

    1. Meu querido, é um prazer e muito bom saber que nossos amigos de outros estilos podem aproveitar também desse blog.
      Muito obrigado pelo o apoio e conte também com o nosso se precisar.
      Oss!

      Curtir

  19. Ola Daniel!

    Sou Portugues e Imigrante em London E estou a ver agora os seus videos e estou maravilhado pela ajuda e carinho com que esta para ajudar outros praticantes de karate.
    Pratico neste momento Goju-Ryu e gostaria se pudesse de me ajudar com uma informacao.
    No ultimo treino o meu ante-braco direito ficou muito magoado tanto musculo como osso e ate os pequenos ossos no pulso mal posso tocar.
    Pus gelo 2 dias e depois saco de agua quente com pomada e esta muito melhor mas ainda me doi um pouco especialmente a veia superficial que passa ao longo do osso.
    Sabado tenho treino e de certeza com o confronto entre colegas vai-me doer.
    O que faco depois ?Volto a por gelo? Como fortalecer e ficar sem dor?
    Agradecia imenso que me ajudasse

    Omeu muito Obrigado

    mario Nunes

    Curtir

  20. “…poder adquirir velocidade máxima, ainda no momento do impácto seu corpo deverá continuar relaxado, até o instante em que a energia gerada pela impulsão , explosão e aceleração, deve ser confirmada “.

    Como se produz essa mágica: impulsão e explosão num corpo que está relaxado e que permanece relaxado?

    Curtir

    1. Desculpe Pedro ,realmente me expressei mal e na verdade o que queria dizer deixar relaxados os musculos que não usando para o deslocamento (impulsai e explosão).desculpe pois não sou nenhum profissional da área , e meu vocabulário é limitado.
      Mas gostaria muito ue vc ajudasse já que parece ser da area . Oss!

      Curtir

  21. essa contraçao no final do golpe com certeza potencializa o soco, mas quando vamos dar sequencias de socos mais rapidas fica meio dificil.
    tem como usar a contraçao em uma sequencia rapida de golpes?

    Curtir

    1. Sim Pedro , o relaxamento deve ser tão rápido quanto a contracao, isso é muito usado no treino de kata e kihon. O treinamento com makiwara serve,entre outras coisas , para aprender a contrário os músculos certos bá hora certa e no treinamento de kihon ,mas especificamente no renzoku waza (técnicas seguidas)aprendemos a tb contrário e relaxar ,pois caso isso não aconteça você fica lento já que músculos que não estão envolvidos no movimento, estão sendo usados desnecessariamente.
      Sr vc não entendeu é só fala que eu explico novente.
      Abração . oss!!

      Curtir

    1. Muitos, mas resumindo, primeiramente membros inferiores, glúteos, abdômen, troco *( não sei o nomes destes músculos) e membros superiores. Deixando claro que estou falando da contração no momento do impacto.
      Para o deslocamento ( avanço de base) , a contração envolve os músculos usado para o movimento, ou seja, nada de contrair o pescoço, tríceps e bíceps já que não usamos eles para avançar ou recuar em base.

      Curtir

  22. fou fazer a minha , eu sokei a parade la no dojo fazendo um kata mto consentrado , e akabei fraturando a mão , o pior foi q eu continuei treinando , e quando eu fui no medico tinha fraturado em 2 lugares , e fikei com um caroço na mão rsrsrs q doi pakas quando eu levo uma pakada mto grande!

    Curtir

  23. Daniel, descobri o blog a poucos dias e parabenizo pelo seu empenho em nos divulgar o que aprende aí direto na fonte. Mas me diga você sabe o que é o enchimento dessa almofada da Tokaido??? Já teve a curiosidade de olhar??

    Oss

    Curtir

  24. Olá Daniel!!!

    Gostaria de saber sua opinião sobre aqueles makiwaras confeccionados em um pneu? se por ficarem mais rígidos podem atrapalhar o treino ou causar lesões?

    Aproveitando o espaço e por ter observado um comentário seu sobre o seu próprio blog, quanto a aceitação de vídeos em enquete ………vou manifestar minha opinião: –

    Excelente esse seu blog Daniel !!!. ,assim como vc mesmo diz, : ” na minha humilde opinião”. Encontrei este seu trabalho há pouco tempo. Embora eu seja um aspirante a karateca, sempre ouvi os ensinamentos de Karate do meu sensei e ele sempre dizia aos alunos que tomassem cuidado com as porcarias veiculadas na net, mas há pouco tempo ele questionou a todos durante uma aula, se estavamos atentos as informações sobre o Karate Shotocan JKA nessa ferramenta de comunicação e me impressionou ao dizer que também existia o lado bom e muita coisa boa sobre Karate na internet. Realmente abri muitas páginas e vídeos porcarias mas encontrei esse seu canal de comunicação, confesso que abri os arquivos do seu blog desde 2007 até os recentes. Gostei muito dos vídeos com as técnicas, a makiwara e é incrível como as informações são padronizadas quando se fala em Karatê Shotocan JKA. Obrigado por compatilhar seus conhecimentos e essa sua experiência aí no Japão. Não precisa nem dizer muito que os brasileiros que gostam realmente de karatê tem um sonho em comum que é o de treinar ou pelo menos conhecer um Dojo no Japão, bem aí… em uma das nascentes dessa arte. Espero que continue postando seus conhecimentos e as mensagens dos mestres dessa terra. Desejo sucesso e saúde pra vc e sua família, pois me pareceu bem claro, assim como quando tentamos advinhar e acertamos o pensamento do oponente ao antecipar um golpe, que vc já estendeu os limites do Dojo para sua vida e por isso merece crédito e respeito………OSS.

    Lineu
    Boracéia /SP.

    Curtir

    1. Pela faixa nao da pra determinar seu nível . A melhor pessoa pra te responder isso é o seu Sensei que te conhece. Se ele disser que sim ,então treine! E pode contar com o blog pra te ajudar nos treinos. Oss!

      Curtir

  25. Desculpe perguntar duas vezes, deveria ter feito as duas perguntas de uma vez só mas também não devo bater com o objetivo de esfolar a mão, certo?
    oss

    Curtir

  26. Olá, Sensei! Treino Taekwondo em Santiago – RS, e praticamente todos meus primos junto com meu irmão treinaram Karate Shotokan com o Mestre Espezani (acho que é assim que se escreve). Aí o motivo pelo meu enorme respeito a essa Arte. Fiz um Makiwara tradicional, enterrada no chão, e com proteção de 2 cm de E.V.A (mesmo material para tatames). Ficou boa, comecei os treinos ontem. Mas não vim aqui para falar isso, somente para agradecer o empenho que o senhor tem em divulgar os conhecimentos que adquiriu. Oss!

    Curtir

    1. Fernando mu querido, obrigado pela consideração.

      Se vc quiser tirar umas fotos de sua makiwara e mandar pra a gente mostrar ao pessoal,pode mandar.
      Oss!

      Curtir

  27. excelente explicação e referência!!!! mas tenho uma dúvida… Me foi ensinado que o golpe no makiwara vc recebe o impacto de volta como vc disse… mas ao atingir uma pessoa me ensinaram que se deve recolher a mão o mais rápido possível como se fosse um gyaku tzuki de kumite… mas sem luva e penetrando um pouco mais a mão…. Pelo que eu sei de física isso cria uma pressão negativa interna no corpo do agressor…. O que vc acha sobre isso????

    Curtir

    1. Se não houver o kime (definição do golpe com contração de base,soco e obviamente a respiração que vai dar possibilidade de contrair isso tido ao máximo), o golpe não será forte.
      Shiai kumite tem sundome e hiki como forma de sundome, golpe de karate na porrada não usa isso.

      Curtir

Deixe sua opinião por favor. Oss!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s