Arquivos do Blog

TREINAMENTO DE TAISABAKI – 1º Parte

Bater sem levar está sendo o “bom do momento ” nos eventos de MMA, também quem não gostaria de sair de cara “limpa” depois de vários roud’s em uma luta profissional?

Mas no nosso humilde amadorismo também é possivel essa façanha,basta treinar de forma correta as técnicas de ashisabaki (足捌き)e taisabatki(体捌き), tais técnicas já são executadas na  sua forma básica no kihon ippon kumite e nos kata, mas para um melhor desenvolvimento , as formas mais avançadas são indispensáveis.

Antes de qualquer coisa, é essencial ter em mente que somente com o domínio dos fundamentos básicos ( kihon-基本) é que podemos explorar os sabaki. Sem um fundamento  forte você pode ter algumas “surpresas” no decorrer da luta, como por exemplo cair  por falta da forma correta de finalização.

No princípio tudo parece difícil e até impossível, mas o segredo está na disciplina e na persistência. Como sempre falo nos posts de treino, o movimento sempre se inicia a partir da reação do seu pé de deslocamento com solo e usando o giro dos quadris para acelerar a velocidade de deslocamento, isso não é nenhum blá blá blá do tipo mestre de alto da montanha mandou fazer dedinho alinhado com a linha perpendicular do etc,blá blá, é FÍSICA!

Os pontos importantes para os sabaki são:

- A percepção e reação rápida. Desenvolver os seus reflexos é a parte mais difícil na minha opinião, isso deve ser praticado no kihon ippon kumite, e nesse treinamento de yakusoku kumite que você  desenvolve seu “timing”, reação e velocidade.  Como eu falei no post sobre treinamento de kihon  ippon, você deve  aprender a usar suas defesas no último momento, quando o soco ou chute do seu parceiro de treino  estiver prestes a  acertar-lhe é que deve ser feita a defesa. Dessa forma,  se desenvolve a velocidade, reação e percepção dos golpes. Em uma luta tipo Jiu Kumite, não se sabe qual golpe ou estratégia que seu adversário ou parceiro de treino pode usar, e tentar “adivinhar” é muito arriscado, pois você pode usar uma defesa Gedan barai , acreditando que se trata de um maegeri e ser surpreendido por um mawashigeri.   Treinando desta forma será possivel perceber qual o golpe que seu adversário ira usar no kumite, mesmo que ele mude de estratégia depois de iniciar uma .

- O fundamento (Kihon) é tão importante quanto a percepção, pois ele vai lhe dar condições de reagir rápido e efetivamente. É comum que no começo você desequilibre na finalização , esses “tombos “podem ser corrigido através das diversas formas de kihon.  Os desequilíbrios se deve a postura incorreta , contração errada da musculatura dos membros inferiores ou até mesmo a falta dela, e o uso incorreto do hara tande  juntamente com a respiração adequada.

- O uso do giro correto dos quadris é extremamente necessário, por isso sempre pratique o giro, seja no kihon , kata, ou yakusoku kumite (kihon ippon kumite, kihon sambo kumite, kihon gohon kumite , Jiu Ippon).

- No treinamento a partir da posição shizendachi ( a que iniciamos o kihon ippon kumite), gire o corpo para o lado   usando o peito do seu pé da perna de apoio como pivô, assim o deslocamento do centro do seu corpo é maior e sairá  bem mais do raio de ação. MAS SÓ USE O PEITO DO PÉ (KOSHI) COMO PIVÔ NESSA SITUAÇÃO,nas formas normais do kata , kihon, kumite, DEVE SER USADO O CALCANHAR COMO PIVÔ, E MANTENHA O PÉ TOLTALMENTE NO CHÃO , NÃO ERGA  ENQUANTO ESTIVER GIRANDO, SEMPRE MANTENHA A PRESSÃO DO PÉ CONTRA O SOLO.

Aqui tem um vídeo com algumas explicações básicas, mas fique atento ao texto, talvez o vídeo não esteja bastante claro.

Como falei antes, boa parte do “segredo ” está no Ippon kumite. Tentar negligenciar esse fundamento é jogar todo o trabalho fora.

Depois de praticar o fundamental do sabaki, podemos avançar para um nivel mais elevado. O sabaki com o avanço é muito eficiente, pois é possível interceptar o golpe do adversário ainda estando ele no meio do trajeto, e com o giro dos quadris  no tempo certo , você sai do raio de ação da técnica.  Seria o mesmo que um “deai”, a diferença é que o risco de “travar golpe” com o adversário diminui consideravelmente.

Para praticar , eu recomendo iniciar com os quadris totalmente frontal (SHOMEM), assim você passa a exigir mais na hora do giro, desenvolvendo mais a velocidade.

Aqui tem um video explicando mais sobre o uso do peito do pé como pivô no giro  de 90º graus, juntamente com alguns treinamentos que você pode  praticar com um colega.

Da teoria à prática.

Espero que o post tenha sido bem claro, não pude explicar bem nos videos por que estava  difícil gravar com o horário apertado e com a filhota Dida Yuuna ajudando nos efeitos sonoros e trilha sonora. Desculpem por favor.

No próximo post, vou falar um pouco mais sobre o taisabaki e mostrar alguns treinamentos que você pode fazer sem parceiro e com o uso dos elásticos.

Um abraço e obrigado pela paciência de esperar tanto tempo pela atualização do blog.

Gostaria de agradecer  aos meus colegas Tsukamoto san (塚本さん)e Tatte sempai(たって先輩), pela ajuda com os videos, obrigado!

塚本さん と タテ先輩、ありがとうございました!押忍!

E obrigado mais uma vez a minha querida esposa Satiye e a minha filhota Didinha, pela filmagem , como sempre de primeira qualidade e efeitos especiais (DIDA!!!!)

Oss!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 6.252 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: